Após agressões e ameaças em Teresina, deputado tira licença médica de 30 dias

Após confusão em Teresina no último fim de semana, o deputado estadual Fábio Macedo (PDT-MA) protocolou na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, pedido de licença para tratamento de saúde, por período de 30 dias, no fim da tarde desta terça-feira (12/03).  

O político foi detido e autuado por desacato, ameaça de morte e lesão corporal, na madrugada de sábado (09/03), após agredir um músico e um policial durante uma confusão em um bar na Zona Leste da capital piauiense. 

O deputado se manifestou por meio de nota e afirmou que sofre de “depressão e alcoolismo” e que “estava sem o controle de suas faculdades mentais e estado de embriaguez”, no momento da confusão.

Segundo informação da Assembléia o pedido de licença do parlamentar segue recomendação médica.

Confira na íntegra:

“O pedido de licença será apreciado ainda pela Mesa Diretora da Casa. E que, diante dos fatos envolvendo o parlamentar, ocorridos na madrugada do último sábado (9), em Teresina (PI), aguarda comunicação formal sobre procedimentos adotados. Assim, tomará as devidas providências, conforme o Regimento Interno, respeitando a Constituição do Estado do Maranhão, bem como o direito ao contraditório, inclusive, se necessário, recorrendo à Comissão de Ética”.

Comissão de ética da Assembleia deve analisar caso do deputado que agrediu PM e cantor.

Foto: Divulgação/Agência Assembleia

 

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *