Comandante geral determina prisão de policiais que torturaram preso em delegacia de Piripiri

Os policiais militares lotados no 12° Batalhão, em Piripiri, que aparecem em um vídeo torturando um detento, tiveram as prisões administrativas decretadas na manhã desta quinta-feira (11) .

Em nota enviada ao Portal AZ, a Polícia Militar ainda informou que o comandante geral, coronel Lindomar Castilho, ao tomar conhecimento do vídeo, determinou ao comandante do 12º Batalhão em Piripiri que apresente os policiais na Corregedoria da Polícia Militar. Foi solicitada também a instauração de Inquérito Policial Militar para apurar o caso.

A Delegacia Geral de Polícia Civil também por meio de nota, informou que, “em relação ao fato ocorrido no interior da Delegacia De Piripiri, a Corregedoria de Polícia Civil vai instaurar procedimento cabível para apurar o caso com o intuito de constatar eventual ação ou omissão de policiais civis lotados naquela unidade que se encontravam no plantão policial”.


Entenda o caso

Um vídeo que está sendo compartilhado em grupos de WhatsApp mostra dois policiais batendo no rosto de um rapaz, que se encontra imobilizado, de mãos atadas. Nas imagens é possível ver com clareza as agressões e tortura contra um detento. O fato ocorreu na delegacia de Piripiri.

As cenas da tortura são grotescas. Os dois policiais se postam na frente do preso e cada um se encarrega de espancá-lo. Na filmagem aparece o rosto de um dos PM.

 

Fonte: portalaz.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *