35 profissionais de saúde de Teresina testam positivo para coronavírus

De acordo com o último boletim epidemiológico, Teresina registrou 37 novos casos da doença, totalizando 420 infectados e 13 óbitos

O prefeito Firmino Filho (PSDB) afirmou em uma rede social na sexta-feira (01) que 35 profissionais da rede municipal de saúde estão afastados das funções devido à Covid-19. De acordo com o último boletim epidemiológico, Teresina registrou 37 novos casos da doença, totalizando 420 infectados e 13 óbitos. 

Foto: Reprodução Twitter.

“É com tristeza que informo que a rede municipal de saúde tem 35 profissionais afastados por causa da Covid-19. Gente que está na linha de frente dessa batalha e que merece que a gente reconheça isso, ficando em casa. Por eles e por nós!”, disse o prefeito em seu perfil oficial no Twitter.

Segundo a Prefeitura de Teresina, a maioria dos casos foi confirmada no Hospital de Urgências de Teresina (HUT), onde 16 profissionais foram diagnosticados com a Covid-19, sendo cinco médicos, três enfermeiros, cinco técnicos de enfermagem e três fisioterapeutas. Do total, apenas dois estão internados, mas com quadro de saúde estável. Também há profissionais com confirmações para a doença nos hospitais do Buenos Aires, Satélite, Promorar, Parque Piauí, Dirceu e na Maternidade Wall Ferraz.

 “São pessoas que estão na linha de frente do combate à doença e precisamos ter esse mapeamento para ter um melhor controle da situação. Iniciamos os trabalhos pelos profissionais das três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), localizadas no Renascença, Promorar e Satélite, e ainda na Maternidade Wall Ferraz”, disse Jesus Mousinho, diretora de Assistência Hospitalar da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Recentemente, uma pesquisa de investigação sorológica com testes para Covid-19, encomendada pela Prefeitura de Teresina, apontou que cerca de 7.690 pessoas estão infectadas pelo novo coronavírus na Capital. Isso porque os dados indicam, que para cada uma pessoa infectada na cidade, existem outras 62 não notificadas.

“É crucial atingirmos o isolamento social, especialmente nas próximas semanas, uma vez que o Brasil ultrapassou a triste marca de 5 mil mortes por Covid-19 esta semana. Essa é uma situação que não temos controle. Tem que existir responsabilidade por parte da população”, disse o prefeito.

A capital piauiense terminou o mês de abril com o pior percentual de isolamento social desde o início da quarentena. Na quinta-feira (30), o índice ficou em 43%  – menos da metade da população em isolamento – quando o ideal recomendado pelas autoridades em saúde é de no mínimo 73%.

“O momento é sério, requer cautela. Infelizmente as pessoas ainda não se convenceram da gravidade da situação. O isolamento é a nossa única arma para evitar o aumento no número de casos”, pontuou.

Edição: Adriana Magalhães/Portal O Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *