Uncategorized

Acusado atirou em filho do presidente do TJ após discussão ao usar banheiro

Além do depoimento de como teria acontecido a confusão que acabou com o filho do presidente do TJ-PI baleado, Jefferson afirmou que não é faccionado e que trabalha como servente de pedreiro.

O integrante do Comando Vermelho Francisco Jefferson da Silvia, vulgo “Anjo da Morte”, preso no último sábado (25) acusado de balear o filho do presidente do TJ-PI, o advogado André Mendonça Sousa e Silva, disse no momento da prisão que agiu após uma discussão com André para usar o banheiro do bar onde estavam. O crime aconteceu na madrugada do último dia 22, no Parque Jardim Vitória, em Parnaíba.

“O desentendimento foi no banheiro. Ele quis entrar e eu tava na minha privacidade, aí ele saiu me esculhambando. Uma amiga minha foi lá com ele, eu fui lá buscar minha amiga e ele mandou eu calar a boca. Eu disse que não ia calar e ele veio pra cima de mim me agredindo. Ele e outro. Aí eu não tinha o que fazer”, relatou.

Acusado de atirar em advogado diz que agiu após discussão ao usar banheiroAcusado de atirar em advogado diz que agiu após discussão ao usar banheiro

Além do depoimento de como teria acontecido a confusão que acabou com o filho do presidente do TJ-PI baleado, Jefferson afirmou que não é faccionado e que trabalha como servente de pedreiro.

Fonte: Meio Norte

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9417-2542

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portal Saiba Mais