Altos é multado e presidente suspenso por impedir treino do Vasco no Albertão

O Altos foi punido com multa de R$ 3 mil por não ceder o estádio Albertão para treino do Vasco, em fevereiro, na véspera do jogo pela Copa do Brasil. A decisão, tomada pela quarta comissão disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em julgamento virtual na manhã desta quarta-feira (10), também suspendeu o presidente Warton Lacerda por 30 dias. Ainda cabe recurso.

Altos e Vasco se enfrentaram no dia 12 de fevereiro, no estádio Albertão. O jogo terminou empatado em 1 a 1 e classificou o clube do Rio de Janeiro para a fase seguinte. Porém, o problema analisado pelo STJD ocorreu no dia anterior.

O Vasco transferiu seu treino para o estádio Lindolfo Monteiro alegando não ter sido autorizado a treinar no Albertão, o que gerou reação do técnico Abel Braga.

Na época, o presidente do Altos, Warton Lacerda, concedeu entrevista para a TV Cidade Verde e garantiu que o clube fluminense não faria o reconhecimento do gramado. O dirigente alegou que o time piauiense também é impedido de treinar no campo da partida quando viaja para jogos fora do estado. A entrevista foi citada na denúncia feita ao STJD.

O regulamento da Copa do Brasil obriga que o campo de jogo seja concedido ao adversário para reconhecimento do gramado na véspera da partida.

Relator do processo, o auditor Luís Felipe Procópio disse entender que “é um fato grave o clube mandante cometer uma atitude baixa em impedir o visitante. A denúncia no artigo 223 fala em deixar de cumprir”.

O presidente do Altos, Warton Lacerda, falou com a Rádio Cidade Verde e demonstrou tranquilidade após a decisão. Contudo, manteve a posição de que o clube é prejudicado nos jogos fora de casa.

Foto: Letícia Santos/Arquivo/Cidadeverde.com

– Sinceramente, nunca me deram campo de reconhecimento fora em nenhuma competição. Nunca. Os times pequenos sofrem isso aí, mas tranquilo. Se cumpre. Agora, toda vez que eu for jogar fora, eu vou fazer por escrito também, e eu quero ver se vão me atender – e se não me atenderem, se os outros clubes vão ser punidos também.

O STJD informou que Warton Lacerda foi intimado a prestar esclarecimentos sobre a entrevista, o que o presidente não fez. Pelo descumprimento da ordem, o relator aplicou a punição de suspensão de 30 dias. O voto foi seguido pelos outros auditores, exceto por Alcino Guedes, que defendeu uma suspensão de 45 dias.

Fonte: Cidadeverde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *