Arquidiocese repudia ‘protesto’ com mulher nua em igreja de Teresina: ‘Ato de desrespeito’

Arquidiocese de Teresina repudiou o ato político realizado no último sábado (29/05), contra o presidente Bolsonaro, onde uma mulher nua, com as mãos e pés amarrados, se posicionou na frente da Igreja São Benedito, no Centro da capital.

MATÉRIA RELACIONADA

Em ato contra Bolsonaro, mulher fica nua com fruta na boca na frente de igreja em Teresina

O manifesto gerou muita polêmica em todo Brasil e muitos se manifestaram contra a forma do ato.

Segundo a arquidiocese, o desrespeito aos templos religiosos não configura uma manifestação democrática e que a comunidade católica sente-se ofendida e triste com este ato de desrespeito.

Confira a nota na íntegra:

Em nome do mesmo princípio da liberdade de expressão, que permite à sociedade civil a livre manifestação de suas questões sociais, a Arquidiocese de Teresina repudia veementemente um ato ocorrido no adro da Igreja São Benedito, no último sábado (29), onde uma mulher despida, com os pés e mãos amarrados foi colocada em uma mesa em frente ao Templo Sagrado. 

Esse ato ocorreu durante uma manifestação, que faz parte do exercício da democracia, mas o desrespeito aos templos religiosos não configura uma manifestação democrática. 

A Igreja apoia e defende a liberdade de expressão, mas o direito de se expressar não significa dizer que não haja a imposição de limites éticos, morais e legais. A comunidade católica sente-se ofendida e triste com este ato de desrespeito. 

Por | 180graus

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *