Augusto Aras pede ao STF que arquive queixa-crime de Dilma contra Bolsonaro

O procurador-geral da República, Augusto Aras, enviou uma manifestação ao Supremo Tribunal Federal nessa sexta-feira (31/7) defendendo o arquivamento de uma queixa-crime apresentada pela ex-presidente da República Dilma Rousseff contra o presidente da República, Jair Bolsonaro. As informações são do Metrópoles.

A petista entrou com um pedido de investigação contra Bolsonaro em razão de uma postagem no Twitter. Em agosto do ano passado, o presidente publicou um vídeo de uma fala dele na Câmara dos Deputados, nos tempos de parlamentar, na qual compara Dilma a uma “cafetina” e os membros da Comissão Nacional da Verdade a “prostitutas”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *