Em jogo de 6 gols, Peru elimina o Paraguai nos pênaltis e avança à semifinal

A Copa América conheceu seu primeiro semifinalista na noite desta sexta-feira. É a seleção do Peru, que derrotou o Paraguai nos pênaltis após empate por 3 a 3 no tempo normal no estádio Olímpico, em Goiânia.

Foi um bom jogo, emocionante, brigado, cheio de alternativas e marcado, também, por controvérsias de arbitragem. O palmeirense Gustavo Gómez foi um dos personagens da partida. Ele marcou um dos gols, mas foi expulso no fim da primeira etapa.

Carrillo também foi expulso no fim e os paraguaios buscaram o empate aos 44 minutos. Foi uma grande partida de seis gols e com emoção até o fim.

Nas penalidades, o goleiro Gallese defende penalidade de Alberto Espínola, e Trauco garantiu a vaga peruana na próxima fase nas batidas alternadas.

O Peru pode enfrentar o Brasil nas semifinais da Copa América. A seleção brasileira joga com o Chile nesta noite e, se avançar, vai encarar os peruanos. O jogo será na próxima segunda-feira, às 20 horas, no Engenhão.

Além de se classificar, a seleção peruana ampliou sua freguesia diante dos paraguaios. Agora, está invicta contra o rival há oito jogos, considerando todas as competições.

São sete vitórias e um empate nesse período. O último triunfo paraguaio ocorreu em novembro de 2014, quando ganhou por 2 a 1 em um amistoso.

E o jejum diante dos peruanos poderia ter sido derrubado nesta sexta, já que o Paraguai fez uma boa apresentação em Goiânia. Foi valente, lutou muito e em vários momentos foi superior em um duelo brigado, até quando estava com um a menos.

O primeiro gol saiu nos primeiros minutos da etapa inicial, quando controlava o adversário. Foi marcado por Gustavo Gómez. Aos 11 minutos, o zagueiro palmeirense mandou para as redes após cobrança de escanteio.

Mas o Peru respondeu rápido, empatou aos 20, e virou aos 39, com dois gols de Lapadula após duas belas jogadas individuais de Carrillo.

No primeiro lance, Carrillo limpou a marcação e cruzou rasteiro da direita para o meio, onde Lapadula apareceu para mandar para as redes. Depois, o insinuante e habilidoso atacante passou pelo marcador e tocou de letra para Tapia.

Ele foi derrubado, mas a jogada seguiu e a bola chegou em Lapadula na área, onde ele é letal. Tocou na saída do goleiro Antony e saiu para o abraço.

Gómez recebeu cartão amarelo por reclamação aos 41 minutos. Aos 48, o defensor levou o vermelho após lance com Lapadula. Acontece que o atacante peruano simulou uma agressão. O árbitro, mesmo assim, expulsou o zagueiro e capitão e deixou os paraguaios com um a menos.

O técnico Eduardo Berizzo refez seu sistema defensiva com a entrada de Rojas no lugar do meio-campista Ángel Lucena no intervalo.

Na raça, a equipe conseguiu o empate novamente pelo alto, com Junior Alonso. Tapia desviou e a bola sobrou para o defensor do Atlético-MG, que não desperdiçou.

O Peru, porém, retomou sua vantagem no placar com Yotún, em arremate que desviou em Rojas e enganou Antony Silva. O gol saiu aos 35. Três minutos depois, Carrillo foi expulso.

Em igualdade numérica, o valente Paraguai foi pra cima e conseguiu mais uma vez a igualdade aos 44 minutos. Após chutão do goleiro, Martínez tocou e a bola chegou em Ávalos, que não perdoou.

Nas penalidades, foi um show de erros e cobranças mal batidas. Héctor Martínez e Samudio desperdiçaram para o Paraguai. Ormeño e Cueva erraram do lado do Peru.

Nas alternadas, Alberto Espínola parou no goleiro Gallese e Trauco converteu a cobrança que colocou os peruanos na semifinal da Copa América.

Fonte: Estadão Conteúdo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *