Bebê vítima de acidente envolvendo advogado em Teresina perdeu a visão e os movimentos de metade do corpo; avô morreu na colisão

O trauma na cabeça fez a bebê Laura Sofia perder 100% da visão e ficar com o lado direito do corpo paralisado. Por isso ela não consegue andar ou ficar sentada sozinha.

A pequena Laura Sofia, de 1 e 4 meses, perdeu totalmente a visão e os movimentos do lado direito do corpo, em consequência do acidente ocorrido há sete meses, no dia 3 de dezembro de 2021, no cruzamento das ruas Odilon Araújo e Higino Cunha, no bairro Piçarra, na Zona Sul de Teresina.

Laura Sofia, de 1 ano e 4 meses, perdeu a visão ao ser vítima de acidente de trânsito em Teresina — Foto: Aline Alves/ Arquivo pessoal

Laura Sofia, de 1 ano e 4 meses, perdeu a visão ao ser vítima de acidente de trânsito em Teresina — Foto: Aline Alves/ Arquivo pessoal

Em um carro estava o advogado Marcus Vinícius Nogueira e em outro estava o avô da menina, Raimundo Nonato da Silva Oliveira, que faleceu, além das filhas dele, Aline e Alice, e a bebê Laura Sofia Alves Silva.

Laura sofreu um traumatismo craniano grave e ficou 21 dias em coma, o que causou danos em regiões do cérebro da menina. Entre elas, a parte que comanda a visão.

Carro do advogado ficou destruído após acidente em Teresina — Foto: Reprodução/Redes sociais

Carro do advogado ficou destruído após acidente em Teresina — Foto: Reprodução/Redes sociais

“Ela perdeu a visão dos dois olhos, e agora só um milagre de Deus para devolver. A mancha que ela tem no cérebro é muito grande”, explicou Aline.

O trauma deixou a menina com o lado direito do corpo paralisado. E por isso ela não consegue andar ou menos ficar sentada sozinha. Agora, Aline e Alice, a mãe e a tia de Laura, se esforçam para custear o tratamento da menina. Segundo a mãe, ela passou por um mês de fisioterapia ainda em abril, custeado pelo advogado Marcus Vinícius.

Mãe e tia do bebê Laura Sofia que continua internada em estado grave após acidente — Foto: g1 Piauí

Mãe e tia do bebê Laura Sofia que continua internada em estado grave após acidente — Foto: g1 Piauí

“Ela precisa de acompanhamento, de terapia ocupacional e principalmente de fisioterapia, para ir recuperando os movimentos. Ela ainda não consegue engatinhar, está ficando atrasada”, comentou a mãe.

Ainda segundo Aline, o pai delas, Raimundo Nonato da Silva Oliveira, que morreu no acidente, era o principal mantenedor da casa. Desde o acidente, além do aumento das demandas por conta da condição de Laura Sofia, a família deixou de ter essa fonte de renda.

Vídeo mostra momento exato da colisão que deixou um morto

“Eu tive que trancar o curso que fazia, de pedagogia na Uespi, porque não tinha como estudar e cuidar dela. Meu único foco agora é a Laura Sofia”, disse a mãe.

O advogado Marcus Vinicius Nogueira foi preso em flagrante logo após o acidente e foi solto com pagamento de fiança de R$ 15 mil. A Justiça havia determinado que ele usasse uma tornozeleira eletrônica, mas retirou o monitoramento.

Ele foi denunciado à Justiça pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio duplamente qualificados. O Ministério Público do Estado do Piauí criou uma comissão com três promotores para atuar no processo.

Ele e a família vítima do acidente tentaram entrar em um acordo extrajudicial, mas não chegaram a um consenso. Desde o primeiro contato, o advogado Marcus Vinicius tem pago R$ 1 mil por mês para ajudar no tratamento da menina.

Por Andrê Nascimento, g1 PI

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.