Cabo lotado no 4º BPM em Picos é expulso por alugar rádios para bandidos

O fato foi apurado pela Grego e acontecia em Picos. Ele teria confessado a prática criminosa

O cabo da Polícia Militar Reginaldo Teixeira Alencar, que era lotado no 4º Batalhão, em Picos, a 310 quilômetros ao sul de Teresina, foi expulso da  corporação após instauração de procedimento para apurar acusação de que o mesmo alugava rádios da corporação para criminosos naquela região. 

De acordo com o procedimento, Reginaldo Alencar alugava rádios da PM para o ex-militar Francisco José Wellington Silva Sousa para que terceiros pudessem monitorar as atividades da polícia, fato ocorrido em 2014 e no dia 20 de outubro, mas precisamente no dia 20, foi aberto Conselho de Disciplina.

Ao prestar depoimento, o sargento Sebastião Pinto da Costa Filho teria afirmado que Reginaldo Alencar avisava verbalmente as retiradas do material, mas não assinava os documentos utilizados para esse tipo de atividade, acrescentando que em algumas vezes pegava os rádios afirmando ter autorização do comandante.

O fato delituoso foi apurado pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado – GRECO, oportunidade em que foi descoberto que Reginaldo Alencar constantemente alugava os rádios, tipo HT´s da Corporação para o Soldado Wellington o qual os usava para ouvir a frequência das comunicações da PM durante as ações criminosas. 

Defesa

Ao se pronunciar, a defesa de Reginaldo afirmou que as acusações eram baseadas em suposições, mas ao ser interrogado após ter a prisão temporária ser decretada, Reginaldo afirmou “eu alugava os rádios para bicos de festa”, o que segundo a polícia a expressão “festa” seria assalto.

Expulsão

O Conselho de Disciplina da Polícia Militar do Piauí apresentou um parecer se manifestando pela expulsão do policial. “O presente Conselho de Disciplina, por unanimidade de votos, conclui pela procedência das acusações constante na peça acusatória, feita ao CB PM RGPM 10.11492 Reginaldo Teixeira Alencar, pois há elementos, que comprovam que o acusado alugou, a título de gratificação pecuniária, rádio HT da carga da Polícia Militar do Piauí ao ex-PM Francisco José Wellington Silva Sousa, o qual realizou crimes com a utilização do elencado material da Polícia Militar do Piauí, reconhecendo desta forma que o acusado praticou ato que afetou os preceitos éticos e morais da honra pessoal, do pundonor policial militar e do decoro da classe, razão pela qual este Conselho de Disciplina opina que o mesmo seja excluído a bem da disciplina da Polícia Militar.”

Com base no parecer o comandante geral da Polícia Militar, coronel Lindomar Castilho, afirmou que as acusações são graves e determinou a exclusão a bem da disciplina de Reginaldo Teixeira Alencar. 

Fonte: Teresinadiario

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *