Câmara de Patos do Piauí aprova três Projetos de Lei de autoria do Poder Executivo

Durante sessão ordinária realizada no sábado (6.nov) a Câmara Municipal de Patos do Piauí aprovou por unanimidade, três projetos de lei de Autoria do poder Executivo.

O primeiro foi o Projeto de Lei nº 008/2021, que estima a receita do município de Patos do Piauí em R$ 22.824, 00, para o exercício financeiro de 2002, a LOA- Lei Orçamentária Anual.

O segundo foi o Projeto de Lei nº 009/2021, que dispõe sobre o Plano Plurianual de Aplicação do município de Patos do Piauí, referente ao  quadriênio de 2022 a 2025.

Por último os vereadores a provaram o Projeto de Lei nº 010/2021, que estabelece a Política de Saneamento Básico do município de Patos do Piauí e dá outras providências.

Após a aprovação dos projetos os vereadores foram à tribuna relatando demandas da comunidade patoense.

Zuleide Costa (Progressistas) foi a primeira a se pronunciar.

“Vou iniciar hoje, lamentando pelas  nossas percas do final de semana. Primeiro a morte do Léo, Leonardo, pessoa muito conhecida aqui no nosso município, um rapaz jovem que infelizmente morreu em decorrência da Covid.  Josias, mais conhecido como né, que veio a falecer ontem, e também outro que movimentou todas as redes sociais, a morte da cantora Marilia Mendonça que pegou todo mundo de surpresa. Ela faz com que a gente passe a refletir um pouco mais sobre a vida. Eu, em especial que era muito fã dela. Suas músicas fizeram parte de vários momentos da minha vida. Tudo isso faz a gente refletir sobre o hoje e o amanhã que pode não existir”, disse.

Logo depois a vereadora relatou: “Fui procurada no decorrer da semana por moradores aqui, da sede do município sobre as traves da quadra que foram retiradas. Eles ouviram rumores que as mesmas foram retiradas porque ficam próximas a igreja, o que não justifica.”

Zuleide falou sobre a vacinação conta a Covid-19 no município ao relatar: “Eu vim trazer meu irmão para vacinar, na faixa de 15 anos e estava uma aglomeração enorme aqui na unidade básica. Muita gente, eu não entendi porque que marcaram tanta gente para um dia só!  Ontem minha avó foi tomar a vacina no povoado de Cajueiro e também não foi diferente. Além de dos relatos dela e de outras pessoas que me disseram que lá a humilhação foi grande na hora de tomar a vacina. Poucos funcionários no momento. A demora foi enorme como uma senhora de mais de 70 anos. Teve gente que veio tomar a vacina 7h da noite “, relatou a vereadora e concluiu questionando “eu gostaria de cobrar também sobre a merenda escolar. Já estamos em novembro, só foram entregues os kits da merenda escolar uma vez! né? Gostaria de saber se ainda vão ser entregues daqui pra dezembro, qual é o planejamento e como vai ser feita a distribuição?!”

O vereador Chico de Oseias (Progressistas) começou falando sobre o início do período chuvoso.

“Graças a Deus estou muito feliz! Antecipando a fala do meu amigo Tonhão, começou a chover no nosso município. Deu uma bela esfriada”, e continuou “Quero registrar que estive nesta semana em visita algumas ruas do Cajueiro, presenciei umas pessoas fazendo a reforma de alguns buracos e queria saber se vai estender a todas as ruas? Quero prestar minhas condolências à família do meu amigo JOSIAS conhecido como Dudu Miguel. Muito conhecido na região, tive o prazer de estar com ele vários lugares deste país a trabalho. Lamentar também e levar meu pesar a familiar do Leonardo,  jovem também que eu tive o prazer de muitas vezes sentar e conversar.”

O vereador ao mudar de assunto, falou: “ Gosto de deixar o tempo correr para ver se realmente vai acontecer ou não. Quando passou o período chuvoso as máquinas não passaram em alguns lugares. Eu gostaria que depois o vereador Wilson me explicasse. Na Pintada, a máquina não passou em uma boa parte das estradas. Lagoinha,  Barras e Palmas não foi passou. Tem local intransitável que não tem como andar devido a areia. E agora já está chegando o período chuvoso novamente. No povoado Cajueiro tem umas ruas intransitáveis, rua que se cidadão tem um carro de passeio não tem como colocar na garagem, não tem como encostar. Até mesmo de moto tá difícil de andar”, lamentou Chico de Oseias.

 O vereador Tonhão (Progressistas) lamentou a morte do Jovem Leonardo.

“Quero em primeiro lugar lamentar a perda dos jovem rapaz que tinha uma vida pela frente. Um rapaz que a gente sabe que estava no começo da vida, que ajudava os pais. Mas, Deus é quem determina as coisas. Também o Josias conhecido por Dudu, pessoa conhecida. A cantora (disse em referência a Marília Mendonça), na verdade também uma pessoa jovem que tinha muita coisa pela frente também.  Toda morte é ruim, todo mundo sabe disso,” e anunciou “tenho uma notícia que consertaram o poço do Poço do Boi”, e ao concluir disse “Também agradecer a Deus pelas chuvas que chegaram aqui,  não foram ainda para todo mundo, mas chegaram.”

O vereador Helim (Progressistas) também iniciou seu pronunciamento lamentando as perdas no município.

“Quero lamentar que tivemos dias tristes de ontem para hoje. Falar do Léo, um jovem promissor que ajudava os seus  pais, tinha uma vida pela frente para desenvolver o que vinha fazendo. Falar aqui também do Josias, uma pessoa muito conhecida, conhecida pelo grupo do povoado Cajueiro. Lamentar também a grande perda a nível nacional da cantora que perdeu sua vida juntamente com seus assessores. Peço a Deus que conforte todas essa famílias.”

Helim continuou: “Quero falar uma coisa que tá sendo repetitiva, a questão dos carros para as pessoas. As pessoas procuram a gente pra relatar os casos que vem acontecendo e eu presenciei uma coisa que infelizmente vou falar por ser parlamentar. Há uns quinze dias atrás uma tia minha precisou viajar. Ela tem muita dificuldade de andar. Anda com uma bengala, tem que ter alguém para amparar e me falaram que não tinha carro. Às vezes podia não ter no momento, mais uma coisa marcada com dias de antecedência”, relatou.

O vereador também cobrou: “A questão da merenda, as pessoas estão me procurando também! Eu queria saber do nobre líder quando é que vai ser começar questão do roço?! Acho que por esse ano talvez não se faça mais, tá chegando a chuva novamente”,  e ao concluir disse: “Por último eu não poderia deixar de falar uma coisa que aconteceu aqui em Patos recentemente, uma questão que eu achei  desagradável, a questão da família de Ione. Eu vejo só como perseguição política com alguém que está trabalhando, ganhando seu sustento, seu ganha pão. Vou fazer uma ou fazer uma leve comparação de oito anos de gestão do prefeito Agenilson, e cito o nome de quantos quiosque tem em Patos  e nenhum  votava com Agenilson e ele nunca foi perseguiu ninguém, até onde eu sei”, disse.

O líder do prefeito na Casa Legislativa, vereador Wilson (PSD) iniciou responde sobre o questionamento da falta de remédios.

“Fui a secretária de Saúde e ela explicou que dentro da medida do possível, tá sendo colocado os medicamentos na farmácia. Ela me disse que o recurso que está vindo apara a Farmácia Básica é em torno de R$ 3 mil e a prefeitura está completando, buscando dar o melhor atendimento possível.”

Sobre o veículo que foi citado pela vereadora Zuleide na sessão passada, Wilson respondeu: “Ele  tem um problema que já veio da gestão passada. Tentaram consertar e não conseguiram. Ele não tem uma segurança para viagem longa. Está na educação, mas está sendo  usado com restrições, como por exemplo, viagem ao povoado Cajueiro, com deslocamento de diretores. Como ele tem um problema na caixa de marcha foi disponibilizado para a educação”, explicou.

O vereador respondeu sobre as das traves que foram retiradas da quadra: “Eu também fui cobrado pelos meninos que jogam bola. Falei pessoalmente com o prefeito e ele disse que as traves foram retiradas por funcionários sem o seu conhecimento, mas que em breve as traves serão pintadas e recolocadas em seus devidos lugares.”

Wilson respondeu ao vereador Chico Oseias sobre a reforma, recuperação e a limpeza das ruas: “O que está em andamento vai ter continuidade, tanto no povoado Cajueiro, como aqui na cidade de Patos”, e falou sobre a merenda escolar “A merenda vai ser distribuída, só não sei dizer se da mesma forma, por conta de algumas séries que estão voltando nesta semana.”

Wilson respondeu ao vereador Helim sobre a polêmica do quiosque: “É de costume no município, que quando muda o administrador, há mudança também nestes ambientes. O quiosque é patrimônio do município e desocupação foi feita pela Justiça. Foi feita a notificação pelo município solicitando o quiosque por duas vezes e não foi atendido. Assessoria Jurídica então acionou a Justiça que prontamente atendeu. Mesmo assim, o Oficial de Justiça veio, comunicou ao proprietário para que devolvesse a chave par que o quiosque pudesse ser reintegrado ao patrimônio do município, e houve recusa. O Oficial de Justiça comunicou ao juiz e ele orientou que fosse dado seguimento ao mandado. W como diz o ditado: ‘ordem da Justiça não se discute, se cumpre”, citou.

Wilson finalizou dizendo que em breve será iniciada uma campanha de conscientização sobre a limpeza pública na cidade.

Penúltimo a usar a tribuna o vereador Cornélio Edmundo (PSD) felicitou o vereador Tonhão: “Quero parabenizar o vereador pelo requerimento apresentado e aprovado na última sessão. Não estava presente, mas se tivesse teria votado a favor.”

Sobre a quadra localizada em frente à Igreja de São Sebastião, Cornélio discorreu: “Não sei se foi no primeiro mandato de Aluísio,  na época eu dei meu voto contra o projeto da construção. Minha alegação foi a questão do local porque era de frente a igreja, eu achava que ali tinha que ser um uma praça mais bonita e que a  quadra tomava a visão. Mas foi construída, serviu até hoje,  como vai continuar servindo e sou contra tirar as pessoas, impedir que elas joguem bola, lá.  Só reformar e tem que manter ela lá.”

E ao finalizar, lamentou as perdas humanas: “O jovem Leonardo, filho do Galego da padaria, como a gente conhece. Uma pessoa que o galego sofreu para que ele chegasse onde ele chegou. Ele já estava retribuindo e infelizmente teve sua vida interrompida. Também lamentar também a perda de Dudu que veio a falecer. Estava com pouco tempo que eu estive com ele aqui, trocando umas ideias. A perda da cantora (Marília Mendonça) por ser uma jovem também, de um futuro brilhante”, concluiu.

A presidente da Câmara Municipal de Patos do Piauí, vereadora Luzitânia Dias a “Taninha (PSD), iniciou seu pronunciamento agradecendo.

“Em primeiro lugar agradecer a Deus por estar mais uma vez no comando dos trabalhos desta casa.  Porque a gente não sabe, hoje estamos aqui, amanhã  poderemos não estar, Eu gostaria muito de deixar meus sentimentos à família do Galego, porque só sente assim, todo mundo eu creio que sente, que é difícil, mas quem é mãe ou quem é pai,  sabe mais ainda, tem noção da dor que eles estão sentindo. Infelizmente é uma dor terrível que só quem vê a situação, é que fica sabendo pelo menos uma parte do que eles estão sentindo.

Eu, como mãe, não deixo de me colocar no lugar nem um minuto, não quero estar, mas a gente se coloca porque não é fácil ver a vida de um filho, ter os sonhos interrompidos.

Apesar que por pouco tempo que ele viveu na terra, ele conseguiu realizar um pouco dos sonhos dele, tinha muito ainda a ser vivido, mas uma das coisas que eu escutei muito da mãe, da irmã, do pai, é que ele queria dar uma vida mais confortável para todos eles, e com pouco tempo vivendo aqui da terra, ele conseguiu algumas coisas e isso nos deixa muito comovidos porque dificilmente a gente escuta dizer que o filho saiu e que a preocupação maior é da família. Isso é raro, porque os filhos hoje, quando crescem, dificilmente estão preocupados com a família”, e contou “Eu escutei lá, a dificuldade para eles se conformarem, se acostumarem será maior ainda por conta disso. Todo dia ele fazia uma chamada de vídeo para saber como era que estavam os pais, a irmã, a sobrinha e sempre dizia que estava em busca do melhor para eles. Na hora, quando eles passaram mal, eu fui buscar Dr. Ozanam  e ele até me relatou que em quarenta anos de profissão nunca tinha presenciado tanta tristeza na vida dele. Eu adoeci por conta disso”, e referindo-se a Marília Mendonça, disse: “depois veio também a tragédia, né?! A gente não conhece pessoalmente, mas mexe com a gente, por ser também uma pessoa pública, conhecida e também por conta de ser tão jovem, deixando o filhinho com dois anos. Isso é da gente se comover e lamentar bastante. Mas, tudo seja feito a vontade de Deus. Espero que Deus conforte as famílias enlutadas. Deixo meus sentimentos também a família de Dudu, como a gente conhecia. Eu só queria deixar meus sentimentos a todos os familiares enlutados.”

Ao finalizar, Taninha avisou: “Vai haver, a Secretaria de Saúde está em busca,  não sei quando, mas foi repassado para os agentes de saúde, um mutirão de cirurgias de catarata para pessoas de 60 anos acima. Pegue o nome, os documentos necessários, e eu gostaria de falar aqui, porque às vezes vocês podem conhecer alguém que esteja precisando e o agente de saúde às vezes não dá conta, são muitos, inclusive os da minha área eu comecei a fazer os avisos. Se alguém tiver necessitando que me entregue as cópias de RG e CPF, comprovante de residência e cartão do SUS. Eu não sei quando será realizado, mas o primeiro passo é esse.”

Por Portal Saiba Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *