Destaques

Carne achada na mala de brasileiro preso em aeroporto de Lisboa é humana

O mineiro Begoleã Fernandes, de 26 anos, foi preso na noite de segunda-feira (27) em um aeroporto de Lisboa, em Portugal, por falsificação de documentos

De acordo com o jornal português Correio de Manhã, a carne apreendida com o mineiro Begoleã Fernandes, de 26 anos, preso na noite de segunda-feira (27) em um aeroporto de Lisboa, em Portugal, é de origem humana.

Begoleã foi preso por falsificação de documentos, informação repassada pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Begoleã Fernandes é natural de Matipó, na Zona da Mata mineira — Foto: Redes sociaisBegoleã Fernandes é natural de Matipó, na Zona da Mata mineira — Foto: Redes sociais

Segundo o jornal, a carne foi analisada no Instituto de Medicina Legal de Lisboa, que também apontou que a amostra investigada não pertence a Alan Lopes, o homem de 26 anos que pode ter sido assassinado pelo brasileiro na Holanda.

Segundo o SEF, o suspeito, que pretendia viajar com destino a Belo Horizonte, apresentou um cartão de identidade italiano, além de portar outros documentos de identificação em nome de terceiros, o que levantou suspeitas.

Após contato com as autoridades da Holanda, país onde o homem morava, o SEF confirmou que se tratava de um suspeito de praticar um homicídio na noite do último domingo (26), no norte de Amsterdã.

A reportagem procurou a Polícia de Segurança Pública (PSP) de Lisboa e a Embaixada dos Países Baixos em Brasília, sobre as investigações, e aguarda retorno.

Fonte: Meio Norte

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portal Saiba Mais