COE recusa proposta do Conselho de Educação Física e academias só voltam em setembro

O Comitê de Operações Emergenciais (COE) do Governo do Estado recusou, nesta segunda-feira (3), a proposta do Conselho Regional de Educação Física (CREF-PI) de reabrir as academias no dia 17 de agosto. De acordo com o calendário de retorno das atividades, o setor só está autorizado a funcionar a partir de 8 de setembro.

“As academias são ambientes fechados e pessoas vão se aglomerar e ter o mesmo contato com os aparelhos, então não tem como voltar. É a decisão do COE”, disse o superintendente estadual de assistência de alta complexidade da Sesapi, Alderico Tavares, que é membro do Conselho.

O CREF argumentou que a prática regular e orientada de exercícios físicos traz benefícios à saúde da população. A entidade também destaca que já existem protocolos estabelecidos que possibilitam a retoma segura das atividades, sem potencializar os riscos de contaminação pela Covid-19.

Entre os espaços que podem ser reabertos, estão os estúdios de atendimento personalizado (Personal Training), semelhante ao Pilates; Box de Cross Training e similares; e academias. De acordo com a proposta do CREF-PI, os estabelecimentos funcionarão apenas com 50% da sua capacidade de atendimento, seguindo todas as regras de sanitização e higiene.

“Nosso objetivo é contribuir com os órgãos públicos de gestão e saúde no auxílio à retomada segura das atividades ligadas à prática de exercícios físicos e atividades esportivas de forma orientada. Em todas as intervenções serão obedecidas as normas de biossegurança estabelecidas ao referido setor”, diz o documento.

O Conselho Regional de Educação Física também argumenta que o Piauí é um dos únicos estados do Brasil onde bares serão autorizados a reabrir antes das academias. Para o presidente da entidade, Danys Queiroz, o atual cronograma representa uma contradição.

“Nós somos o único estado do Brasil onde colocamos bares à frente das academias. Fizemos esse questionamento ao COE e esperamos que ele consiga mudar o calendário”, destaca o presidente do CREFI.

O documento também foi apresentado ao prefeito de Teresina, Firmino Filho(PSDB), que, de acordo com o CREF-PI, já manifestou apoio à proposta.

Por: Natanael Souza e Hérlon Moraes/Cidade Verde

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *