Com 1º tempo ‘perfeito’, Flamengo acaba com a invencibilidade do Madureira

Com um primeiro tempo ‘perfeito’, o Flamengo goleou, por 5 a 1, e acabou com a invencibilidade do Madureira, nesta segunda-feira, em Volta Redonda, em duelo válido pela oitava rodada da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca.

Com o resultado, o atual campeão brasileiro, que marcou 4 a 0 só na primeira etapa, chegou aos mesmos 19 pontos do Volta Redonda, mas fica em primeiro lugar na classificação por causa do melhor saldo de gols (14 contra seis).

O primeiro tempo do Flamengo foi um show. Durante os 45 minutos, o time do técnico Rogério Ceni fez tabelas, tocou rápido a bola, fez deslocamentos e procurou o gol intensamente. Por incrível que pareça, o placar parcial de 4 a 0 foi pouco.

É verdade que o Madureira, apesar da invencibilidade até então na competição, não é um time capaz de fazer frente ao Flamengo, mas a iniciativa do rubro-negro foi impressionante, o que o tornaria um adversário imbatível diante de qualquer adversário nacional. Lembrou bastante as partidas de alto nível do futebol europeu.

O problema é que o ímpeto flamenguista também teve um pouco de irresponsabilidade na defesa, o que permitiu ao Madureira pelo menos duas oportunidades claras de gol. Mas o volume de Gabriel e seus companheiros foi muito grande.

O centroavante deixou sua marca duas vezes. A primeira em cobrança de pênalti para abrir o placar e a segunda no rebote do goleiro, quando o placar já era 3 a 0. O segundo gol foi de Gerson, o melhor da primeira etapa, em bela virada, e o quarto de Diego, com bonito chute.

O Flamengo voltou com o mesmo ritmo para o segundo tempo. Com 94% de acerto nos passes, quase todas as jogadas iniciadas terminavam em finalização para a meta defendida por Felipe Lacerda.

Mas a desatenção no setor defensivo também pôde ser notada e o Madureira não desperdiçou com Luiz Paulo, aos 12 minutos.

Em ritmo de treino, o Flamengo fez o quinto, com Arrascaeta e aí sim diminuiu a intensidade. Ceni foi fazer três substituições apenas aos 30 minutos, claramente com a intenção de preparar a equipe para a final da Supercopa Brasileira, domingo, às 11 horas, em Brasília, diante do Palmeiras.

Fonte: Estadão Conteúdo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *