Corinthians faz dois no 1º tempo, vence Portugeusa-RJ e vai às oitavas da Copa do Brasil

O Corinthians não teve trabalho para garantir a vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Venceu a Portuguesa carioca por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, numa partida em que em nenhum momento foi incomodado pelo adversário.

Se na primeira partida, em Londrina, o time do Rio havia mostrado alguns méritos no empate por 1 a 1, desta vez nada fez de prático em campo.

A equipe paulista teve bom volume de jogo no primeiro tempo, quando garantiu a vantagem e a vaga, e depois procurou se preservar fisicamente.

Vítor Pereira surpreendeu na armação da equipe corintiana. Entrou com três zagueiros, Robson Bambu, João Victor e Fábio Santos, deslocou Gustavo Mosquito para a ala direita e colocou Lucas Piton pela ala esquerda.

Com isso, complicou ainda mais a situação para a esforçada, mas muito limitada, Portuguesa, e desde os primeiros movimentos do jogo ficou claro que o gol não demoraria a sair.

E saiu em jogada que começou com um lateral cobrado na área. Giuliano errou a bicicleta, mas a bola sobrou para Júnior Moraes, na entrada da pequena área, marcar pela primeira vez com a camisa do Corinthians.

O jogo tinha apenas 7 minutos e a vantagem deu total tranquilidade ao Alvinegro. O time dominava a partida, atuava no campo defensivo dos cariocas e criava, e perdia, chances para ampliar.

Mas como a defesa da Portuguesa cometia muitos erros de posicionamento, marcar novamente não seria um problema para o Corinthians. E não foi.

Júnior Moraes e Mosquito ainda perderam boas oportunidades antes de Giuliano fazer o segundo. Adson fez boa jogada pela direita, e tocou para Mosquito, que penetrou e cruzou rasteiro para o meia completar.

A vida do Corinthians estava tão tranquila que o goleiro Cássio só foi aparecer aos 35 minutos, caído em campo. Ele sentiu uma lesão muscular na parte posterior da coxa esquerda e foi substituído por Ivan. Até então, havia feito duas intervenções em bolas fáceis.

No segundo tempo, o Corinthians diminuiu visivelmente o ritmo, mas mesmo assim continuou mandando em campo. O jogo ficou morno, mas nem isso importou a torcida, que continuou cantando e fazendo festa nas arquibancadas.

Só a partir dos 25 minutos foi que a Portuguesa apareceu no campo ofensivo. Mas, com exceção de uma conclusão de Patrick bem neutralizada por Ivan, não fez nenhuma jogada com algum perigo para o Corinthians, que a rigor só estava preocupado em deixar o tempo passar.

A classificação garante uma premiação ao Corinthians de R$ 3 milhões, que serão pagos pela CBF.

Fonte: Estadão Conteúdo

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *