Deputado Julio César diz que PSD não aceita suplência na chapa governista

O presidente estadual do PSD, deputado Julio César, afirma que o partido não aceita a vaga de suplência na chapa majoritária governista. Para o deputado, a legenda pleitear uma vaga na chapa majoritária.

“O governador esteve no aniversário da minha Neta. Conversamos muitas generalidades e com aquela diplomacia do governador falamos sobre isso. Mas não quis encaminhar sugestões. Depende de algumas ações para ele tomar decisão.  Como temos muito prazo vamos ficar na expectativa do encaminhamento de uma solução que satisfaça o nosso partido pela grandeza que representa na base do governo”, disse.

Julio afirma que pelo tamanho da sigla, a suplência não contempla o partido. “Primeira suplência não contempla o PSD. Nunca reivindicamos isso. Nosso partido é articulado por dois deputados. Eu sou presidente e tem o Georgiano, que foi o deputado mais votado da história  do Piauí e tem crescido muito. Elegemos 40 prefeitos e somos a maior força política dos partidos da base. E o segundo maior que elegeu mais prefeitos. Primeiro foi o PP. O mais importante é o nível de fidelidade do nosso partido com a direção.  Dentro dessa perspectiva esperamos reconhecimento da nossa força para continuar na base”, disse.

Apesar de não  aceitar suplência, ele evita falar da possibilidade de seguir para a oposição ao governador Wellington Dias (PT). “Vamos esperar que esse “se” aconteça. Como ainda não  aconteceu, não podemos falar”, comenta.

Nos bastidores a informação é que a vaga de vice já estaria garantida para o MDB com o deputado Themístocles Filho (MDB). Porém, Júlio César afirma que o governador não deu sinalização sobre isso. “Essa notícia já vi pela imprensa. Mas ele (governador) não confirma”, afirma.

 

Por Lídia Brito, Cidade Verde

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *