Eloi Portella Nunes, ex-senador do Piauí, morre aos 83 anos em Teresina

O ex-senador Eloi Portella Nunes, piauiense natural de Valença, morreu aos 83 anos na madrugada desta terça-feira (07). Ele- que sofria do mal de parkinson- faleceu em Teresina de causas naturais.

O político pertence à família com forte atuação política no estado desde meados do século passado. Ele era irmão dos ex-senadores Petrônio Portella e Lucídio Portella e tio da deputada federal Iracema Portella que prestou homenagem nas redes sociais e também por meio de nota à imprensa.

“Meu tio Elói, assim como meu pai Lucídio Portella e meu tio Petrônio, foram e sempre serão referência pra mim. A partida do meu tio me deixa triste porque sempre tivemos uma relação de muito carinho. Como homem público, Elói Portella seguiu a cartilha dos seus irmãos, exercendo a política com paixão, com honra e com seriedade tanto no Senado quanto nos cargos públicos que assumiu no Piauí”, disse a deputada federal.

Eloi foi senador em 1998 e 1999, em razão de licença de Freitas Neto para assumir o Ministério das Relações Institucionais no governo de Fernando Henrique de Sousa. Eloi Portella foi filiado a UDN, Arena e PDS.

Engenheiro civil, o piauiense também assumiu cargos técnicos nos governos federal e do estado e era técnico especializado na área de portos.

Devido à pandemia do novo coronavírus, o velório do ex-senador piauiense será restrito aos familiares.

Mais uma perda na família

Em menos de 24 horas,  faleceram dois irmãos na família Portella. A irmã de Eloi, Maria Luiza, veio a óbito nessa segunda-feira (06).

Graciane Sousa
Com informações Elivaldo Barbosa (TV Cidade Verde)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *