Em meio à crise energética, China aumenta produção de carvão

Nas últimas semanas, o país sofreu cortes de energia que interromperam a produção industrial em várias regiões

A China está aumentando a produção de carvão em quase 6% para enfrentar a escassez de energia, anunciaram as autoridades nesta terça-feira, 19. O país asiático é um dos maiores produtores de carvão e o mais poluente do mundo.

Em um comunicado, a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC) informou que autorizou a abertura de 153 minas desde o mês passado para aumentar sua capacidade de produção em 220 milhões de toneladas.

Em 2020, o país produziu 3,8 bilhões de toneladas de carvão. Na comparação, neste ano o aumento deve chegar a 5,7%.

A decisão de elevar a produção responde à necessidade de “assegurar o fornecimento de carvão durante o inverno e a próxima primavera”, explicou a NDRC.

Nas últimas semanas, a China sofreu cortes de energia que interromperam a produção industrial em várias regiões.

Entre as razões mencionadas para os cortes estão a recuperação econômica global que multiplica a atividade manufatureira, os limites de produção de carvão impostos em nome das metas climáticas e a existência de um preço regulado para a eletricidade.

O carvão, uma fonte de energia particularmente poluente, proporciona quase 60% da produção de eletricidade da China.

Por Revista Oeste

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *