Em São João da Canabrava a cultura da moagem da cana resiste ao tempo

(Foto: Adailson Carvalho)
O engenho é de ferro, bem mais moderno do que no passado, mas ainda é movido pela força animal de uma “junta” de bois. Na Vila Brejo, zona rural de São João da Canabrava, a moagem da cana-de-açúcar resiste ao tempo e lembra o período de povoamento do município quando a atividade tinha grande importância para a economia local e sobrevivência das famílias dos agricultores.
 
Na família Calu a tradição da moagem vem sendo repassada através de gerações, e por aqui ninguém pensa em abandoar esse costume, quem nos conta a respeito é o agricultor e canavieiro, Firmino José.
 
“A tradição vem desde meus avós, já passou para meu pai, e pretendo manter a tradição que foi repassada de pai para filho, isso é muito importante para mim, manter uma tradição familiar”, acrescenta.
 
Firmino José, agricultor. (Foto: Adailson Carvalho)

O produtor explica o passo a passo do processo de produção.

“Quando a cana chega aqui no engenho colocamos no banco e daí começa a moagem com os bois no engenho, depois levamos a garapa para a fornalha, a gente usa tachos, e usamos cinza que é um costume familiar, e dessa forma garantimos a boa qualidade do produto”, acrescenta.
 
A produção é feita sem o uso de agrotóxicos e não são adicionados produtos químicos na fabricação da rapadura. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
    Gamela
 
 
 
 
 
Fotos: Adailson Carvalho
 
Fonte: Canabravanews
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *