Entrevista: prefeito de Jaicós fala dos 100 primeiros dias de gestão e fechamento da Feira Livre, se casos de covid aumentarem

Na manhã deste domingo (2.maio) o prefeito de Jaicós, Neném de Edite (PSD), foi entrevistado por 1h37m pelo jornalista Ivan Marques, dentro do programa “Jaicós em Destaque” na Rádio Clube FM.

Em seu segundo mandado, o prefeito Neném de Edite fez uma análise dos 100 primeiros dias de gestão à frente do Executivo Jaicoense.

No Hospital Florisa Silva, o gestor discorreu sobre a aquisição de 7 camas no valor de R$ 9.730,00, 7 colchões, orçados em 3.389,00, a compra de 9 poltronas hospitalares que totalizaram R$ 6.750,00 e a reabertura do Centro Cirúrgico, que só com a equipe médica passou a investir mensalmente R$ 37.000.00.

Pelo Fundo Municipal de Saúde, Neném de Edite citou a aquisição de 2.200 unidades des testes swab e também de 2.500 unidades de testes rápidos IGG/IGM.

O prefeito anunciou que em breve estará implantando o Prontuário Eletrônico nas Unidades Básicas de Saúde do município e na Policlínica Amélia Crisanto. Para efetivá-lo, está aguardando apenas a entrega dos equipamentos por parte da empresa licitada, cujo investimento foi de R$ 240 mil.

A exemplo dos quatros anos da sua primeira gestão, o prefeito Neném de Edite anunciou a melhoria das estradas vicinais do município, começando pela estrada que liga a localidade Capim ao Morro das Furnas e Gameleira.

Na sede do município o chefe do Executivo Jaicoense enumerou várias ruas que receberam pavimentação poliédrica (calçamento): Major Carlos de Oliveira, trechos 1,2,3 e 4. Jaime Lélis, trechos 1,2,3 e 4 e ainda as ruas: Aristides Mendes, Evêncio Reis, Manoel de Carvalho no Bairro Nova Olinda e Bairro Nossa Senhora das Mercês.

Outra obra há muito tempo cobrada pela população era a ampliação do Cemitério Municipal Campo da União, que entregue para a comunidade também nestes 100 primeiros dias de gestão.

Dando continuidade a melhoria da mobilidade urbana, o prefeito Neném de Edite anunciou que ainda neste mês de maio, estará dando início a obra de asfaltamento de ruas e avenidas do centro da cidade, num total de 20 mil metros quadrados.

Sobre o Estádio José Retrão de Oliveira, o gestor disse que a obra está em andamento e recebeu informação da Fundação de Esportes do Piauí (Fundespi), que a conlusão será em julho. “Foi essa a informação que recebi, mas tenho os pés no chão e sabendo das dificuldades pelas quais estamos passando, diria que em setembro estaremos com o estádio pronto. Murado, gramado, iluminado, com arquibancadas e com vestiários”, anunciou.

A exemplo dos quatro anos da sua primeira gestão o prefeito Neném de Edite anunciou a continuidade do apoio as pequenos agricultores do município: “Sempre pagamos o Seguro Safra e neste ano de 2021, já pagamos a terceira parcela. São seis parcelas no valor de R$ 7.692,50. Ao todos vamos pagar de contrapartida da prefeitura R$ 46.155,00”, disse.

Ao final da entrevista, Neném de Edite foi questionado sobre as medidas já adotadas pela prefeitura no combate a pandemia do coronavírus e, principalmente sobre a Feira Livre do município.

Diante do aumento dos casos da covid-19 em Jaicós na últimas semanas, o gestor associou ao período da Semana Santa e e foi taxativo: “Nós estamos aqui em mãos com os testes positivos dos últimos dias. Falei para toda a equipe da saúde: vou dar domingo e segunda. Vamos esperar a testagem de hoje com a testagem de segunda. Quando for terça-feira adotaremos medidas drásticas, mais sérias”, e acrescentou “no meu ponto de vista o índice de transmissão não vem da feira, mas a sociedade tá querendo que eu feche a feira. Ontem, eu respondi para algumas pessoas. Não vou fechar só a feira não. Vai ser fechado tudo. Não vou ser cruel de um cidadão vir vender sua banana, sua melancia para ganhar seus dois reais, cinco reais, eu fechar ele, punir ele e deixar as outras coisas abertas. Isso eu não vou fazer (…) Se permanecer aumentando os casos vamos baixar um decreto com validade de 10 dias. De 05 de maio a 15 de maio. A cidade ficará fechada em alguns pontos”, e citou o que ficará funcionando “postos de combustíveis, borracharias, oficinas mecânicas, farmácias, comércio de gêneros alimentícios e verdurão”.

Assista a entrevista completa no vídeo abaixo:

Por | Portal Saiba Mais

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *