EUA autorizam aplicação de vacina da Pfizer em crianças a partir de 5 anos

O CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças, na sigla em inglês) dos Estados Unidos recomendou nesta terça-feira (2), por unanimidade, a aplicação da vacina da Pfizer/BioNTech contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. Com o aval, a campanha para este público -estimado em 28 milhões de pessoas no país- pode começar já a partir desta quarta (3).

“A vacinação, junto a outras medidas preventivas, pode proteger as crianças da Covid-19”, reforçou o CDC, em nota. “Semelhante ao que foi visto em estudos para adultos, a vacinação apresentou eficácia de quase 91% na prevenção da Covid-19 entre crianças de 5 a 11 anos.”

As crianças também devem receber duas doses da vacina, respeitando um intervalo mínimo de três semanas (21 dias). A única diferença é que a dose para este público será equivalente a um terço daquela aplicada em adolescentes e adultos.

Rochelle P. Walensky, diretora do CDC, comemorou a recomendação da vacina contra a Covid-19 para crianças, que definiu como “mais um passo importante” na luta contra o coronavírus.

“Sabemos que milhões de pais estão ansiosos para vacinar seus filhos e, com essa decisão [pela aprovação], agora recomendamos que as cerca de 28 milhões de crianças recebam a vacina contra a Covid-19. Como mãe, incentivo os pais com dúvidas a falar com o pediatra, enfermeira da escola ou farmacêutico local para aprender mais sobre a vacina e a importância de vacinar seus filhos”, aconselhou.

Nos EUA, assim como no Brasil, apenas maiores de idade -com qualquer imunizante disponível- e adolescentes de 12 a 17 anos -com o da Pfizer- podem ser vacinados contra a Covid-19, ao menos até agora.

Na última sexta-feira (29), porém, a FDA, agência regulatória equivalente à brasileira Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), aprovou o início da vacinação de crianças de 5 e 11 anos.

Enquanto nos EUA a vacinação de crianças é liberada, no Brasil, diretores da Anvisa relataram ter recebido e-mails com ameaças de morte em caso de aprovação da vacina contra Covid-19 para este público. Também foram alvos de intimidações algumas instituições escolares do Paraná, segundo nota divulgada na sexta pela agência brasileira.

“Diante da gravidade do fato, a Anvisa informa que oficiou imediatamente às autoridades policiais e o Ministério Público, nos âmbitos federal, estadual e distrital, entre outras, para adoção das medidas cabíveis”, acrescentou.

Na última quarta (27), a Pfizer informou que vai pedir autorização da Anvisa para aplicar sua vacina contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos no Brasil. A submissão do pedido, disse a farmacêutica, “deve ocorrer ao longo do mês de novembro de 2021”.

Fonte: Folhapress

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *