Fifa abre investigação para apurar violência antes de Brasil x Argentina

O Comitê de Disciplina da Fifa abriu uma investigação para apurar os atos de violência ocorridos antes do duelo entre Brasil e Argentina, no Maracanã, na última terça-feira (21), em partida pela sexta rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026.

O confronto, vencido pelos argentinos por 1 a 0, teve seu início atrasado em cerca de 30 minutos por causa de uma briga entre torcedores brasileiros, argentinos, policiais militares e agentes de segurança no setor sul, atrás de um dos gols.

A entidade máxima do futebol vai investigar as condutas da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) com base no artigo 17 do Código Disciplinar (ordem e segurança nos jogos) e da AFA (Associação Argentina de Futebol), com base em possíveis violações dos artigos 17.2 (perturbação da torcida) e 14.5 (atraso no pontapé inicial).

O código 17 diz que “os clubes e federações mandantes são responsáveis pela ordem e segurança dentro e ao redor do estádio antes, durante e depois dos jogos”, por “incidentes de qualquer tipo”.

O texto também aponta que cabe à federação mandante –neste caso, a CBF– “avaliar o grau de risco de um jogo e notificar a Fifa”, além de “garantir a segurança de jogadores e dirigentes da equipe visitante”.

Em caso de desordem, as punições previstas incluem advertência, multa de 10 mil francos suíços (R$ 55 mil) e partidas sem público ou em local neutro. Em casos mais graves, é possível a dedução de pontos ou a exclusão do torneio.

O código, no entanto, não cita um prazo para uma decisão sobre a conclusão da investigação.

LUCIANO TRINDADE
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais