Filho de ex-ministro Lobão é preso no RJ

Márcio Lobão “caiu” na 65ª fase da Lava Jato, deflagrada na manhã desta terça-feira (10)

Márcio Lobão, filho do ex-senador e ex-ministro Edison Lobão, foi preso preventivamente no Rio de Janeiro nesta terça-feira (10). Márcio foi preso após a 65ª fase da Operação Lava Jato ir às ruas nas primeiras horas desta manhã.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), Márcio Lobão e Edison Lobão solicitaram e receberam propinas dos Grupos Estre e Odebrecht em R$ 50 milhões entre 2008 e 2014. Ainda de acordo com a pasta, há indícios de que Márcio seguia praticando o crime de lavagem de dinheiro em 2019.

A suspeita da Polícia Federal (PF) é a de que os valores indevidos recebidos por Lobão teriam sido incorporados a seu patrimônio por meio de “transações sobrevalorizadas de obra de artes, inclusive em nome de laranjas, simulações de compra e venda de imóveis, simulação de empréstimos, depósitos fracionados em espécie e utilização de contas e transações financeiras no exterior”.

Lava Jato – 65ª fase

A 65ª fase da Operação Lava Jato foi denominada de Galeria por remeter às transações com obras de arte que teriam sido utilizadas como forma de dar aparência lícita aos valores provenientes de vantagens indevidas. São cumpridos 11 mandados de busca e apreensão, além da prisão de Márcio Lobão. A PF cumpre os mandados em São Paulo-SP, no Rio de Janeiro-RJ e em Brasília-DF. Cerca de 70 policiais federais e 18 auditores atuam na operação.

Esta etapa investiga crimes de corrupção e lavagem de dinheiro por pagamento de vantagens indevidas relacionadas à Transpetro (subsidiária da Petrobras) e à Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará.

Os citados ainda não haviam se pronunciado publicamente a respeito da operação e das reportagens veiculadas. 

 

Com agências

 

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *