Fla só empata com Red Bull Bragantino e perde chance de assumir liderança

Próximo do topo da tabela do Brasileiro, o Flamengo ficou no empate por 1 a 1 contra o Bragantino nesta quinta-feira (15) e perdeu a chance de assumir a ponta. Claudinho abriu o placar para os visitantes, mas Lincoln deixou tudo igual no Maracanã.

Com o resultado, o Fla chegou aos 31 pontos, empatou com Atlético-MG e Internacional, mas ficou atrás nos critérios de desempate. Ante a maratona e com muitas baixas, o clube rubro-negro sentiu a falta de fôlego contra um rival que foi aplicado e organizado.

Na próxima rodada, o Fla visita no domingo (18) o Corinthians, às 16h, na Arena. No mesmo dia, o Bragantino, recebe o Atlético-GO, às 20h30, no Nabi Abi Chedid.

Criticado por muitos torcedores do Flamengo, o atacante Lincoln fez o gol que garantiu ao menos um pontinho para o Fla, que perdia até os 24 minutos da etapa final. Assim como todo o time, o atacante teve início ruim, pouco rendeu quando atuou pelo lado esquerdo, mas deixou sua marca após um rebote do goleiro Cleiton.

Grande nome do Flamengo nas últimas rodadas, o atacante Pedro não teve vida fácil no Maracanã. Seja pela baixa capacidade de construção de time, seja pela boa marcação do rival, o camisa 21 foi figura apagada na partida. Pouco notado e sem chances para concluir, o artilheiro deu lugar a Vitinho.

CANSAÇO
Em meio a uma sequência de seis jogos nos últimos 15 dias, o Fla sucumbiu e sentiu o cansaço. Visivelmente abaixo, o time teve muita dificuldade para criar e não conseguiu imprimir o ritmo forte habitual. Com algumas baixas, o time fez um primeiro tempo muito pobre, mas cresceu na etapa final, quando Dome fez alguns ajustes de posicionamento e promoveu mudanças na equipe.

O Bragantino adotou esperada cautela para encarar o Fla no Maracanã, mas foi cirúrgico ao aproveitar a sua melhor chance criada para abrir o placar. Com um bom bloqueio à frente da área, a equipe dificultou a vida dos donos da casa, que só tiveram maior supremacia a partir do momento em que Mauricio Barbieri optou por defender o resultado e praticamente deu todo seu campo de defesa ao Fla.

Na primeira jogada da partida, o chileno Isla salvou o que seria um gol certo do Bragantino. Dentro da área, Bruno Tubarão se aproveitou de uma falha da zaga, finalizou, mas a bola carimbou no lateral, que salvou o Fla do pior com um minuto de jogo.

Estádio: Maracanã. no Rio de Janeiro
Juiz: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
VAR: Anderson Daronco (RS)
Cartões amarelos: Weverson, Mauricio Barbieri (BRA); Lincoln, Arão (FLA)
Gols: Claudinho, a 1 minuto do segundo tempo; Lincoln, aos 24 minutos do segundo tempo
FLAMENGO
Hugo Souza, Isla, Thuler, Léo Pereira e Renê; Arão (Bruno Henrique), Thiago Maia e Diego; Everton Ribeiro (Gerson), Pedro (Vitinho) e Lincoln. T.: Domènec Torrent
BRAGANTINO
Cleiton; Aderlan, Léo Realpe (Léo Ortiz), Ligger e Weverson; Ricardo Ryller, Raul e Claudinho (Hurtado); Leandrinho (Morato) (Cuello), Ytalo e Bruno Tubarão (Edimar). T.: Mauricio Barbieri

LEO BURLÁ
RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *