Flamengo e Rafinha: financeiro do clube barra cifras, e negociação vira novela

Departamento de futebol fez proposta, lateral aceitou, mas acerto segue travado dentro do clube por questões financeiras

Rafinha está livre no mercado desde o início de fevereiro, quando rescindiu o contrato com o Olympiacos, da Grécia. O jogador, que recebeu contato de alguns clubes, decidiu piorizar o Flamengo. Há um mês, em entrevista coletiva, Marcos Braz confessou que o Rubro-Negro tinha enviado uma proposta ao lateral.

No entanto, até o momento, Rafinha não voltou a ser jogador do Flamengo e a situação está bem desgastada. Contrato até dezembro e um salário um pouco menor do que recebia na primeira passagem, essa foi a proposta colocada na mesa para o lateral, que aceitou.

Em algumas oportunidades, inclusive, Rafinha veio a público dizer que estava tudo certo e que só dependia do Flamengo. Conforme a Goal trouxe no início de março, havia um entrave financeiro referente ao pagamento das luvas. Segundo pessoas próximas ao jogador, isso já teria sido resolvido.

Mas internamente a questão travou. Há uma ala da diretoria que não concorda com o retorno de Rafinha e questiona as cifras entre salários e luvas para um jogador que deixou o clube e agora quer retornar menos de um ano depois.

Com o investimento que foi feito em Isla, após a saída do próprio Rafinha, o sentimento é de que seria um gasto muito alto com a lateral direita e que o clube não teria condições de fazer esse esforço.

Enquanto isso, Rafinha segue a espera do Flamengo, mas também olha para outros lados. O Grêmio negou qualquer proposta, e o Atlético-MG ainda aparece como um interessado. Nesta semana, Lincoln, empresário do jogador, reforçou que a prioridade é o time da Gávea.

“(Não tem) nenhuma negociação com o Grêmio. O Flamengo, estamos aguardando uma definição. Sempre foi prioridade do Rafa. Ele disse isso publicamente”, disse o agente ao UOL Esporte.

Para pessoas próximas, Rafinha confessa que está um pouco chateado com os rumos da negociação e como vem sendo tratado. O jogador alega que ficou quase duas semanas sem receber uma ligação do Flamengo em meio às trativas e deixa claro que o imbróglio é interno.

Dentro do clube, a situação também causa desgaste, já que a proposta apresentada pelo departamento de futebol foi aceita pelo atleta, mas barrada pelo setor financeiro que bate o pé e diz que só haverá negócio se Rafinha abrir mão das luvas.

Por Goal

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *