Flamengo não aproveita chances e empata com o Athletico-PR na Copa do Brasil

O Flamengo teve bastante volume de jogo e criou oportunidades, mas não conseguiu passar pelo goleiro Bento na noite desta quarta-feira. Assim, ficou no empate sem gols com o Athletico-PR, em jogo válido pela rodada de ida das quartas de final da Copa do Brasil, diante de mais de 62 mil torcedores no Maracanã. 

Após mais de 20 finalizações do tempo carioca, das quais apenas seis foram em direção ao gol, a partida acabou em clima de nervosismo, com David Luiz expulsos e briga entre torcedores flamenguistas na arquibancada.

O jogo de volta será apenas no dia 17 de agosto, na Arena da Baixada, o que irritou o Flamengo, que tentou trocar de mando acionando o STJD, porém sem sucesso. Com o empate desta noite, os dois times vão jogar por uma vitória simples e qualquer empate levará a decisão da vaga na semifinal aos pênaltis.

Assim como na decisão contra o Atlético-MG, nas oitavas de final, a torcida flamenguista fez uma festa com fumador e exibiu o mosaico com a frase “Bem-vindo ao inferno”.

O Maracanã ainda contorna com a presença do técnico Tite, que foi ao estádio observar alguns jogadores que fazem parte de seus planos para a seleção. 

Contagiado pela atmosfera, o tempo respondeu bem no gramado e obrigou Bento a fazer boas intervenções durante os dez minutos iniciais, uma delas após um salto bonito de salto feito por Pedro.

O domínio carioca contínuo durante todo o primeiro tempo, graças à intensidade e à boa movimentação do setor. Pedro era um dos jogadores mais inspirados, selecionado dentro e fora da área, como quando deu um belo drible no meio de campo antes de olhar para um lado e tocar para o outro.

João Gomes, outro destaque da noite, recebeu e cruzou para Gabigol, que foi de encontro à bola na pequena área e enviado para fora.

O Athletico, por sua vez, foi completamente seguro, se limitou a um defensivo e não exigiu nenhuma defesa difícil de Santos.

A primeira finalização saiu apenas aos 45 minutos, a Terans, autor de uma linda jogada, na qual se livrou de três marcadores e graças soltou a bola para Fernandinho chutar por cima da trave.

No segundo tempo, o cenário pouco mudou, não à toa Pedro acertou a trave após cabeceio logo aos quatro minutos, dois minutos antes de Arrascaeta levar perigo em uma cabeçada para fora.

A inflamal inflamou os momentos, mas a inflamal nos lugares de Go Everton Ribeiro.

Vidal conhecido por alguns bons lances e Cebolinha foi um pouco mais tímido, mas o protagonista dos principais momentos após a entrada deles foi Gabigol, que viu o direito lateral Khellven tirar um chute seu de cabeça, em cima da linha. Depois, acertou uma bola no travessão.

A Flameuista Continuous, assim como a falta de pontaria O Athletico, nas poucas chances que teve, conseguiur a rede para também não dar um inesperado inesperado à partida. 

Frustrado, o Flamengo mostrou nervosismo nos minutos finais e David Luiz acabou saindo nos acréscimos, após ofender ou criar Luiz Flávio de Oliveira. O nervosismo também se fez presente nas arquibancadas e se transformou em briga entre torcedores flamenguistas, que trocaram socos.

Fonte: Estadão Conteúdo

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.