Flamengo só empata com a Chapecoense e se distancia do título

Rubro-negros tropeçam novamente e ficam mais distante do título brasileiro

O Flamengo ficou mais distante do título do Campeonato Brasileiro ao empatar por 2 a 2 com a Chapecoense, nesta segunda-feira, na Arena Condá. Com o resultado, os rubro-negros chegaram a 54 pontos e estão na terceira posição. Já os catarinenses, com 15, se aproximou do rebaixamento.

O primeiro tempo foi bem movimentado. O Flamengo abriu o placar com Matheuzinho, mas permitiu a virada em dois gols de Kaio Nunes. Antes do intervalo, Michael deixou tudo igual. No segundo tempo, cada equipe teve um jogador expulso e não movimentaram mais a rede.

Michael marcou mais uma vez pelo Fla (Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo)

Na próxima rodada, o Flamengo recebe o Bahia, nesta quinta-feira, no Maracanã. Já a Chapecoense só volta a jogar no domingo, contra o Juventude, na Arena Condá.

O jogo

O Flamengo começou a partida tendo a posse de bola, mas viu a Chapecoense quase abrir o placar aos oito minutos. Henrique Almeida aproveitou cruzamento rasteiro de Mike, mas mandou sobre o travessão.

O susto fez o Flamengo melhorar a marcação. Com isso, os rubro-negros passaram a dominar o jogo. Não demorou muito e os visitantes marcaram aos 25 minutos. Matheuzinho fez jogada individual e chutou cruzado para a rede.

O revés obrigou a Chapecoense a avançar. Os donos da casa chegaram ao empate aos 30 minutos. Kaio Nunes recebeu passe na área e mandou para o gol. Gabriel Batista fez a defesa, mas o assistente apontou que a bola passou pela linha.

O confronto ficou aberto após a igualdade. Tanto que o Flamengo quase marcou com Bruno Henrique. No entanto, foi a Chapecoense que fez o segundo na Arena Condá, aos 34 minutos. Kaio Nunes aproveitou cruzamento e cabeceou para a rede.

O Flamengo não sentiu o novo revés e seguiu com a postura ofensiva. Os rubro-negros chegaram ao empate aos 40 minutos. Em avanço rápido, Michael foi lançado ainda no campo de defesa, com um corte passou por um defensor e o goleiro e mandou para a rede.

Segundo tempo nervoso

O segundo tempo iniciou com as duas equipes em busca do ataque. O Flamengo tinha mais qualidade e aos poucos passou a dominar o jogo. A situação melhorou para os visitantes aos 13 minutos, quando Kaio Nunes recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Na cobrança da falta, Keiler salvou o gol na batida de Éverton Ribeiro.

A partir dai, o Flamengo aumentou a pressão. Gabigol viu Keiler salvar os donos da casa novamente aos 17 minutos. A Chapecoense sentiu o susto e recuou de vez.

Os rubro-negros passaram a ter dificuldade em passar pela retranca da Chape. Tanto que os visitantes só foram assustar aos 35 minutos, em chute de Vitinho. Só que os donos da casa desperdiçaram chance incrível, com Bruno Silva. O atacante passou por Gabriel Batista, mas errou o alvo.

Nos minutos finais, os cariocas ficaram com um jogador a menos quando Éverton Ribeiro pisou em Alan Santos e foi expulso. Depois disso, o duelo ficou nervoso. O Flamengo ainda buscou o gol da vitória, sem sucesso, e vê o tri brasileiro mais distante.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 2 X 2 FLAMENGO

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)
Data: 08/11/2021, segunda-feira
Horário: 20h (horário de Brasília)
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL) e Brigida Cirilo Ferreira (AL)
VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)
Cartões amarelos: Alan Santos e Renê Júnior (Chapecoense) Matheuzinho, Bruno Viana e Gabigol (Flamengo)
Cartões vermelhos: Kaio Nunes (Chapecoense); Éverton Ribeiro (Flamengo)
GOLS
CHAPECOENSE: Kaio Nunes, aos 30 e 34min do primeiro tempo
FLAMENGO: Matheuzinho, aos 25min do primeiro tempo; Michael, aos 40min do primeiro tempo

CHAPECOENSE: Keiller; Matheus Ribeiro, Ignácio, Joílson e Busanello; Moisés Ribeiro (Alan Santos), Anderson Leite (Ezequiel) e Denner (Geuvânio); Kaio Nunes, Mike (Bruno Silva) e Henrique Almeida (Renê Júnior)
Técnico: Felipe Endres.

FLAMENGO: Gabriel Batista; Matheuzinho, Rodrigo Caio, Bruno Viana e Ramon (Vitor Gabriel); Willian Arão, João Gomes (Vitinho), Everton Ribeiro e Michael; Bruno Henrique e Gabigol.

Técnico: Renato Gaúcho.

Por MQJ

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *