Flamengo volta a crescer no segundo tempo e vence o Sport no Maracanã

Pedro, com mais dois gols, e Gerson, com grande atuação, foram dois dos destaques da vitória do Rubro-Negro no Rio de Janeiro, que coloca o time de Dome mais perto do líder.

Por Lance!

Um Flamengo cada vez mais próximo do topo da tabela do Brasileirão. Com a vitória por 3 a 0 sobre o Sport, nesta quarta no Maracanã, o time de Domènec Torrent alcançou os 24 pontos e coloca pressão sobre os rivais no início da 14ª rodada do Brasileirão. Os gols da noite foram de Pedro (2) e Gustavo Henrique.

Assim como na última rodada, contra o Athletico, o Flamengo resolveu a parada no Maraca após 45 minutos iniciais sem gols e de emoções raras. Contudo, desta vez o time não contou com a entrada de Everton Ribeiro (ou Arrascaeta), e sim com o crescimento de Gerson, Diego, Isla & Cia e a estrela de Pedro.

O Sport, por sua vez, não conseguiu segurar o ímpeto do rival e teve uma série de três vitórias seguidas interrompida. A equipe de Jair segue com 20 pontos.

Por mais que Flamengo e Sport tenham entrado em campo com formações táticas semelhantes, atuando no 4-2-3-1, as estratégias de Dome Torrent e Jair Ventura foram bem diferentes e moldaram a partida no primeiro tempo. Os mandantes tiveram a posse de bola e ocuparam o campo de ataque, mas, diante de um rival bem postado na frente de sua área, encontrou dificuldades na criação. Já o Leão da Ilha aguardava a hora de contra-atacar em velocidade.

Sem Everton Ribeiro e Arrascaeta, o Flamengo teve Gerson pelo lado direito e Diego centralizado. Se o “Coringa” conseguiu, por vezes, repetir a dobradinha que o camisa 7 faz com Isla, o camisa 10 fez um primeiro tempo pragmático. Lento na troca de passes, o time de Dome passou a forçar os cruzamentos.

Isla foi quem acertou o único cruzamento, aos 27, e Pedro cabeceou forte, mas Luan Polli fez grande defesa, no lance de maior emoção antes do intervalo. O Leão, aproveitando alguns vacilos defensivos do Flamengo, até contra-atacou, mas não chegou a exigir muito de Hugo Souza, que fez intervenções seguras.

EM 15 MINUTOS TUDO PODE MUDAR

Após 45 minutos em que a estratégia do Sport mostrou-se mais eficiente, o Flamengo voltou sem mudanças, enquanto Jair Ventura precisou substituir Sander por Anderson Juba. De um jogo sem grandes emoções e sem gols, o time de Domènec Torrent partiu para um 3 a 0 em apenas quinze minutos.

Com ritmo mais intenso e forçando o jogo pelo lado, Pedro abriu o placar em lance parecido com o do primeiro tempo. A diferença é que Isla cruzou para Bruno Henrique, que ajeitou e deixou o centroavante em condições de marcar pela quinta partida consecutiva. O Flamengo continuou em cima e, aos nove, Diego cobrou escanteio, Gustavo Henrique, sozinho, ampliou no Maraca: 2 a 0.

Preso até então, o Sport se soltou e sofreu o castigo. Em boa jogada trabalhada, BH serviu Pedro, que dominou no peito e tocou na saída de Luan: o sexto gol em cinco jogos do centroavante que minimiza a ausência de Gabriel Barbosa.

Com o placar resolvido, o cenário da partida voltou ao que foi na primeira etapa. O Flamengo com a posse de bola, até com uma agressividade maior, e o Leão da Ilha resguardado. Apesar das várias mudanças, o placar persistiu sem grandes chances – tanto para o rubro-negro carioca quanto para o de Recife.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3X0 SPORT

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 7 de outubro de 2020, às 19h15
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Vinicius Melo de Lima (RN)
Árbitro de vídeo: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Gols: NPedro (5’/2ºT e 15’/2ºT) e Gustavo Henrique (9’/2ºT)

Cartão amarelo: Patric, Adryelson e Marcão (SPO)
Cartão vermelho: Não houve.

FLAMENGO (Técnico: Domènec Torrent)

Hugo; Isla, Gustavo Henrique, Natan e Filipe Luís (Renê, 31’/2ºT); Willian Arão, Thiago Maia, Gerson (Pepê, 40’/2ºT) e Diego (Matheuzinho, 36’/2ºT); Bruno Henrique (Vitinho, 31’/2ºT) e Pedro (Lincoln, 36’/2ºT).

SPORT (Técnico: Jair Ventura)

Luan Polli; Patric; Adryelson; Iago Maidana e Sander (Luciano Juba, Intervalo); Marcão; Ricardinho; Thiago Neves (Jonatan Gomez, 34’/2ºT); Lucas Mugni; Marquinhos (Rogério, 27’/2ºT) e Hernane (Maxwell, 34’/2ºT).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *