Grêmio perde pênalti, empata com Coritiba e vê G4 do Brasileiro mais longe

Em uma rodada recheada de desfalques para as duas equipes, Coritiba e Grêmio ficaram no empate, em 1 a 1, neste domingo (31), no Couto Pereira, em Coritiba, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Tricolor Gaúcho que chegou a abrir o placar, desperdiçou um pênalti com Jean Pyerre e viu a vitória escapar pelas mãos ao ver o goleiro Wilson decidir para o Coritiba. O experiente de 37 anos foi quem anotou o gol de empate do Coxa e defendeu o pênalti.

O resultado, porém, não ajuda a situação de nenhum dos times na competição. O Coritiba segue lutando contra o seu sexto rebaixamento, ocupando a 19ª posição, com apenas 27 pontos.

Já o Grêmio, não vence há seis rodadas – quatro empates e duas derrotas- e se mantém distante da briga pelo título. Agora, é apenas o 5º colocado com 54 pontos.

Restando cinco rodadas para o fim do Brasileirão, o Coritiba enfrenta o Fortaleza no Castelão, na quinta-feira (04/02), enquanto o Grêmio pega o Santos na Arena, na quarta (03/02).

Resumo do jogo

Precisando de uma vitória para manter as esperanças de seguir na Série A do Brasileirão, o Coritiba não conseguiu propor o jogo contra o Grêmio nos 45 minutos iniciais. Com uma formação mais defensiva com três volantes no meio – Jonathan, Nathan Silva e Hugo Moura -, o Coxa foi dominado pelo adversário.

Teve somente 37.55% de posse de bola e pouco assustou o goleiro Paulo Victor. Na segunda etapa, com as modificações – sobretudo com a entrada de Rafinha – o time alviverde conseguiu igualar o placar e evitar a derrota.

Em um primeiro tempo com grande superioridade, o Grêmio abusou da troca de passes e balançou as redes, aos 19 minutos, em jogada de bola parada, abriu o placar com um gol de cabeça anotado pelo zagueiro Paulo Miranda.

O Tricolor Gaúcho teve chances de ampliar o placar ainda na primeira etapa com as boas movimentações de Jean Pyerre, mas sofreu o castigo na segunda etapa – quando caiu de produção e viu seu principal jogador desperdiçar um pênalti e o Corotiba empatar.

Renato Gaúcho

No o dia em que completou 400 jogos no comando do Grêmio, Renato Gaúcho não conseguir fazer o time reagir no Brasileirão. Em sua terceira passagem pelo Tricolor, ele é quem mais comandou o clube na história – está no cargo desde setembro de 2016.

No clube, ele conquistou sete títulos como treinador: uma Copa Libertadores (2017), uma Recopa Sul-Americana (2018), uma Copa do Brasil (2016), três Campeonatos Gaúchos (2018, 2019 e 2020) e uma Recopa Gaúcha (2019).

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *