Heineken tem prejuízo de 204 milhões de euros em 2020 com impactos da covid

Com bares e restaurantes fechados ou operando com restrições em todo o mundo, receita caiu 18%; companhia também vê dificuldades neste ano.

TOPOPor Valor Online

A covid-19 provocou um forte impacto na cervejaria holandesa Heineken em 2020. No ano, a empresa registrou prejuízo líquido de 204 milhões de euros, 102 milhões atribuídos a controladores. No ano anterior, a companhia havia tido lucro de 2,17 bilhões de euros. Após a divulgação dos resultados, as ações da companhia caíam 2% na manhã desta quarta-feira (10) na bolsa de Amsterdã.

Nas estimativas para 2021, a Heineken diz que receita e lucro operacional ainda ficarão abaixo de 2019 e estabeleceu a meta de restaurar sua margem de lucro operacional ajustada para cerca de 17% até 2023.

Em 2020, com bares e restaurantes fechados ou operando com restrições em todo o mundo, a receita da companhia caiu 17,7%, para 19,71 bilhões de euros. Em 2021, a companhia também vê dificuldades.

“Começou com muitas restrições nos mercados da Heineken, incluindo fechamentos de comércio e restrições a viagens. Particularmente na Europa, a Heineken estima que, no final de janeiro de 2021, menos de 30% dos pontos de venda no mercado estavam operando. Espera-se que o mix de produtos e canais continue a impactar adversamente os resultados, especialmente na Europa.”

A companhia não citou detalhes da operação nos países em que opera, como o Brasil, que representa cerca de 15% dos volumes produzidos pela empresa.

Os custos de insumos a cada 100 litros de cerveja também devem ser voláteis devido aos efeitos do canal e do mix de produtos. A empresa diz que, com base em suas posições de hedge para 2021, espera um impacto negativo significativo do câmbio nos custos de insumos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *