Inhuma, Marcolândia, Brasileira e Altos ganharão 20 poços tubulares

A Codevasf passará a empregar duas máquinas de perfuração de poços adquiridas com o objetivo de aumentar a oferta de água em comunidades vulneráveis de municípios do Piauí. A Companhia também contratou uma empresa para operação e manutenção dos equipamentos, que será responsável pela elaboração de projetos e pelas ações de regularização ambiental e fundiária relacionadas aos serviços. As máquinas foram recebidas neste mês; a Codevasf já emitiu ordens para início da perfuração de 20 poços em quatro municípios do estado — Marcolândia, Inhuma, Altos e Brasileira.

“O objetivo é que as máquinas sejam usadas nas regiões mais necessitadas da nossa área de atuação. As demandas dos municípios serão avaliadas pela Codevasf, aproveitando esse grande potencial que o estado tem que é a oferta de água subterrânea”, explica o superintendente regional da Codevasf no Piauí, Inaldo Guerra.

Os equipamentos adquiridos pela Companhia têm capacidade de perfurar poços de até 250 metros de profundidade e permitem redução de até 50% no custo de perfuração de poços, a depender das condições geológicas de cada região. Eles também conferem celeridade ao atendimento às comunidades. As estruturas são montadas em caminhões trucados com sistema de perfuração de lama e ferramenta de apoio equipada com compressor.

As iniciativas da Codevasf voltadas à ampliação do suprimento de água em comunidades rurais por meio da perfuração de poços aumentam a qualidade de vida da população e podem gerar novas oportunidades de renda. No total, o investimento do governo federal na ação é de R$ 9 milhões, para aquisição dos equipamentos, aluguel de galpão para armazenamento e custos de operação e manutenção pelo período de um ano. A meta anual é de perfuração de 100 poços.

Por Cidade Verde

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *