Júlio César diz que exonerações de Tiago e Jonas Moura foram “decisões radicais”

O presidente estadual do PSD, o deputado Júlio Cesar, classificou como “radicais” as decisões por parte da base do governo federal as exonerações de Jonas Moura (PSD) do Departamento de Engenharia de Saúde Pública da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e de Tiago Vasconcelos (PSD) do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Segundo o deputado, a saída de Jonas Moura e Tiago Vasconcelos frustrou qualquer possibilidade que o PSD mantinha em integrar a oposição no Piauí, que tem como principal liderança o ministro Ciro Nogueira (Progressistas)

“Foi uma decisão que não é normal, talvez porque frustrou a ida do PSD de ir para a base de oposição, mas não temos nada a reclamar. Aceitamos mesmo como radical essa decisão, mas não vai inibir qualquer outra decisão de sairmos da base do governo”, afirmou Júlio César.

Paula Sampaio/Cidade Verde

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *