Justiça proíbe touradas na maior arena do mundo

A Cidade do México não poderá realizar espetáculos até uma decisão final

A maior arena de touradas do mundo, na Cidade do México, foi proibida de receber espetáculos. O juiz Jonathan Bass deu uma ordem no fim de maio que proíbe os espetáculos no local desde 10 de junho.

A ação havia sido iniciada por uma organização chamada Justiça Justa. No pedido, argumentou que as touradas violam o direito “a um meio ambiente saudável”, o que seria uma violação dos direitos humanos.

De acordo com a ordem do juiz Bass, enquanto não houver uma decisão final, as portas da arena da Monumental Praça de Toros México ficam fechadas.

“A sociedade está interessada no respeito à integridade física e emocional de todos os animais, porque são seres vivos que fazem parte dos ecossistemas e, assim, contribuem com os benefícios ambientais que são essenciais para o ser humano”, disse ele.

A Justiça do México discute desde 2019 se proíbe ou permite as touradas.

O argumento a favor do espetáculo é que se trata de uma manifestação cultural. Os que são contrários às touradas dizem que nesses eventos os touros são maltratados.

No Legislativo também há discussões, e as preocupações são diferentes: teme-se que a proibição vá acabar com empregos. Na Câmara da Cidade do México ainda não houve uma decisão final. Em uma votação inicial em dezembro de 2021, houve maioria para acabar com as touradas no Monumental.

De acordo com o jornal El País, tanto grupos contrários como favoráveis às touradas tentam influenciar as discussões políticas, mas a decisão deve ser tomada pela Justiça.

A regra para a Cidade do México deve ser estendida para todo o país.

 

Por Revista Oeste

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *