Lacen aguarda resultado de 15 amostras para confirmar presença de variante no Piauí

O Laboratório Central de Saúde Pública Dr. Costa Alvarenga (Lacen-Piauí) aguarda o resultado de 15 amostras enviadas para laboratórios na Bahia e em São Paulo para confirmar ou descartar a presença da variante do novo coronavírus no estado. A diretora do Lacen, Walterlene Carvalho, explica que os casos não são considerados suspeitos e foram escolhidos de forma aleatória porque atendem a critérios técnicos estabelecidos pelo MInistério da Saúde.

“Foram amostras colhidas aleatoriamente e não significa que os pacientes são suspeitos de estarem com alguma variante. Essas amostras foram colhidas com base em critérios técnicos, tais quais,  se o paciente evoluiu a óbito, se teve a forma grave da doença, se foi hospitalizado. São critérios para se entender mais sobre a genética desse vírus, confirmar a presença da variante P1 ou de outras, bem como descartar”, esclarece Walterlene Carvalho.

Foto: Arquivo Pessoal


Diretora do Lacen, Walterlene Carvalho.

Sete amostras foram enviadas aos Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, ainda no mês de fevereiro. O resultado de apenas uma ficou pronto e confirmou a presença da nova variante. Esta semana, mais nove amostras foram enviadas para o sequenciamento genético no Laboratório Central da Bahia. Tanto o material que foi enviado para a Bahia quanto as demais amostras enviadas para São Paulo ainda não tiveram resultados.

“O sequenciamento não é exame de diagnóstico. O protocolo deve continuar sendo cumprido. A necessidade de adoções da vacinação, o uso de máscaras, higienização das mãos e evitar aglomerações devem continuar sendo seguindo de forma rigorosa”, destaca a diretora do Lacen.

Por: Graciane Sousa/Cidade Verde

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *