Pacientes idosos com Covid-19 recebem oxigênio fora de hospital e sem distanciamento no Piauí

Infectologista disse ao G1 que há risco infecção por uma nova variante, com chance de agravamento da doença, por conta da falta distanciamento entre os pacientes.

Pacientes com Covid-19 idosos foram vistos, na quinta-feira (11), recebendo oxigênio sem distanciamento na calçada do Hospital Regional Leônidas Melo, em Barras, Norte do Piauí. Eles estavam sentados todos juntos, sem o distanciamento recomendado, o que, segundo o infectologista ouvido pelo G1, Nayro Ferreira, pode provocar um agravamento da doença.

Ao G1, a direção do hospital afirmou que as imagens são de pacientes tomando banho de sol e não sendo atendidos. A unidade de saúde informou que o procedimento é de praxe em internações clínicas e, segundo a direção, isso não oferece risco para eles e nem aos demais internados e funcionários.

“A área em que eles estão faz parte da área Covid-19, onde somente os servidores e pacientes têm acesso. O Hospital Regional Leônidas Melo vem trabalhando desde o início da pandemia incansavelmente oferecendo atendimento a todos os pacientes de Barras e região que procuram a unidade de saúde”, informou.

Risco de contaminação cruzada

Contudo, o infectologista Nayro Ferreira afirmou que o desrespeito ao distanciamento pode causar até mesmo a reinfecção por uma variante da Covid-19 a um paciente que já está doente. De acordo com o médico, são grandes as possibilidades de uma contaminação cruzada e piora no quadro clínico.

“São pacientes que provavelmente têm um comprometimento pulmonar importante, porque dois estão de máscaras com reservatório. Eles estão inalando oxigênio e exalando gás carbônico com coronavírus. Esses pacientes correm o risco de se contaminar com a Cepa P, que é a variante que está circulando no Piauí, como estão jogando coronavírus para quem está próximo deles”, explicou.

O infectologista avaliou também que o local onde os pacientes estão tomando sol é completamente errado, porque eles estão fora da unidade hospitalar.

“Os pacientes com Covid-19 deveriam estar em uma parte interna do hospital, como um pátio, ou que abrissem as janelas da enfermaria para circulação de ar e entrada de luz”, aconselhou.
Nayro Ferreira recomenda o distanciamento de 1,5m entre pacientes. “Um paciente que tiver com a variante pode transmitir para o outro, justamente por não manter o distanciamento correto, mesmo que esteja em locais ao ar livre”, explicou o infectologista.

O Hospital Regional Leônidas Melo é referência para tratamento de pacientes com coronavírus e chega a atender 22 municípios vizinhos. A unidade de saúde tem atualmente 12 pacientes ocupando leitos clínicos, do total de 20 leitos. Além deles, existem três leitos de estabilização para o tratamento da Covid-19.

 

Por G1 PI

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *