Palmeiras nocauteia Deportivo Pereira e fica muito perto da semifinal da Libertadores

O Palmeiras encaminhou sua classificação para as semifinais da Copa Libertadores. Jogando na Colômbia, a equipe alviverde aniquilou o Deportivo Pereira, com gols de Raphael Veiga, Marcos Rocha, Mayke e Rony, e conseguiu importante vantagem para o jogo de volta.

Dominante do começo ao fim, o time de Abel Ferreira aproveitou as fragilidades do adversário e não teve dificuldades para construir o placar de 4 a 0.

Com o resultado, o Palmeiras pode até perder por três gols de diferença na partida de volta, no Allianz Parque. Caso perca por quatro gols, o time alviverde terá de encarar as penalidades máximas para avançar.

Em um caso mais drástico, o Deportivo Pereira buscaria a classificação com uma vitória por cinco ou mais gols de vantagem.

O Palmeiras se sentiu em casa nos primeiro minutos, controlando todas as ações do jogo e arrancando suspiros dos torcedores. Com marcação na saída de bola, o clube alviverde não deixava o adversário respirar.

Os lances eram armados pelas pontas, com movimentações rápidas no terço final, tentando acionar Rony e Dudu. A única alternativa para o Pereira era o contragolpe, que não chegou a ameaçar o goleiro Weverton.

Foi graças à perspicácia de Rony que o Palmeiras abriu o marcador na Colômbia. O atacante roubou a bola do adversário, foi tocado no limite da grande área, e o árbitro marcou pênalti após revisão do VAR. Veiga foi para a cobrança e bateu no cantinho.

O goleiro ainda tocou na bola, mas o meia pôde comemorar, aos 24, sem chutar a bandeirinha de escanteio.

Não demorou muito para o Palmeiras ampliar o placar, novamente com Rony como coadjuvante. Em tabela com Marcos Rocha, deixou o lateral na cara do gol e correu para o abraço, aos 32. Três minutos depois, o time alviverde colocou os colombianos na roda e Mayke completou para a rede.

Veiga e Dudu ainda desperdiçaram boas chances na etapa inaugural O Palmeiras evidenciou as debilidades do Deportivo Pereira. O time colombiano ficou perdido em campo, sem forças para reagir.

Nem mesmo a entrada de “Rocky” Balboa no ataque jogou o Palmeiras para as cordas. Com os colombianos nocauteados, o jogo esteve o tempo todo nas mãos palmeirenses.

O placar poderia ser mais elástico, mas a forma como o Palmeiras se postou em campo mostrou novamente a capacidade estratégica de Abel.

O treinador surpreendeu ao deixar Mayke na ponta e Artur, no banco, mas se provou muito feliz. O Pereira havia sofrido apenas dois gols em casa em toda a Libertadores.

O Palmeiras fez três só no primeiro tempo, dois anotados pelos laterais-pontas, em lances tramados pelo lado direito.

O Deportivo Pereira voltou do intervalo mais desperto. Weverton precisou bloquear um chute que poderia recolocar os colombianos no duelo. Os donos da casa ensaiaram uma pressão na saída de bola alviverde, sem maiores consequências e longa duração.

A vantagem fez o Palmeiras desacelerar. Com passes lentos, o time brasileiro ficou mais distante do gol do Deportivo.

A torcida reconheceu o bom momento e passou a apoiar com mais intensidade os donos da casa. Ramírez, à la Hulk, cobrou falta de longe e Weverton tirou com a ponta dos dedos. Abel só mexeu no time com quase 25 minutos.

O Palmeiras ainda tentava explorar possíveis desatenções dos colombianos. Rony, que estava merecendo o gol diante da participação decisiva no primeiro tempo, foi presenteado e deixou o seu.

Recebendo passe em profundidade, o atacante saiu frente a frente com o goleiro, estabeleceu a goleada e o placar final.

PRÓXIMOS COMPROMISSOS

O Palmeiras retorna aos gramados no domingo, às 18h30, no Allianz Parque, diante do Vasco pelo Campeonato Brasileiro. O duelo de volta da Libertadores acontece na próxima quarta-feira, novamente às 21h30, dessa vez na casa alviverde, em São Paulo.


Fonte: Estadão Conteúdo


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais