Palmeiras vence Red Bull Bragantino e mantém liderança geral do Paulistão

O Palmeiras fez uma apresentação ruim, mas, ainda assim, deu mais um passo importante para garantir a melhor campanha do Campeonato Paulista ao derrotar o Red Bull Bragantino na noite desta quarta-feira. 

No Allianz Parque, Rony e Breno Lopes garantiram o triunfo palmeirense por 2 a 0. O camisa 10 fez de cabeça e deu a assistência para o companheiro marcar um golaço de esquerda no fim da partida.

O atual campeão estadual e brasileiro mostrou que, mesmo quando joga mal, é difícil de ser superado. Até foi inferior ao rival, sobretudo no segundo tempo, mas sustentou a vantagem, conquistou na primeira etapa, graças à competência de seu goleiro e à eficiência do ataque.

Líder geral do torneio estadual com 24 pontos, o Palmeiras permanece como o único invicto da competição e depende apenas de si para conquistar a melhor campanha da primeira fase, com a condição de garantir a vantagem de decidir os jogos em casa no mata-mata a prerrogativa é de jogar no Allianz Parque nas quartas e semifinal e enorme chance de ter o mesmo benefício numa eventual decisão.

Ocorre que o time de Abel Ferreira vê o São Bernardo, que será o rival nas quartas de final, em seu encalço no Grupo D. A equipe do ABC paulista tem 23 pontos, um a menos, e ostenta a segunda melhor campanha no geral. 

O Bragantino faz uma campanha errática e vê ameaçada a vaga às quartas. Vice-líder do Grupo A, o time de Bragança tem 14 pontos, um a mais que o Santos, o terceiro.

Embora não tenha feito o melhor de seus primeiros tempos, o Palmeiras mostrou uma virtude que lhe é habitual: a eficiência. Chegou pouco ao ataque, mas foi letal em uma de suas primeiras investigações. Pelo alto, Rony foi às redes.

De cabeça, que tem sido muito usado no Paulistão, o camisa 10 concluiu na primeira trave escanteio bem batido por Raphael Veiga aos 12 minutos. O artilheiro do time no torneio, com cinco gols, quatro deles de cabeça, comemorou com sua tradicional pirueta.

Em vantagem, o Palmeiras não fez mais nada na primeira fase senão se zagueiro. O Bragantino equilibrou a partida e, em alguns momentos, até foi melhor. Mas foi barrado por Weverton, sempre seguro na meta palmeirense. No fim do primeiro tempo, o que se viu foram entradas duras seguidas de discussões.

Se Weverton foi seguro na primeira etapa, na segunda o goleiro foi essencial para que os anfitriões sustentassem a vantagem até o fim. Foram pelo menos três defesas importantes que mantiveram a baliza palmeirense intacta.

Na frente, o Palmeiras nada tinha produzido até Breno Lopes marcar um golaço nos acréscimos. Rony, que até poderia ser expulso depois de acertar o zagueiro Natan com o pé, ao cair, serviu o camisa 19. 

Ele driblou o marcador na área e, quase sem ângulo, acertou uma bomba no alto para vencer Cleiton e selar a vitória do único tempo invicto do Paulistão.

Fonte: Estadão Conteúdo

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais