PI: vereadora que recebeu 59 diárias sem comprovação é alvo de inquérito

O Ministério Público do Piauí, através da promotoria de justiça de Simplício Mendes, converteu notícia fato em inquérito civil pública para apurar o pagamento de diária de uma vereadora da cidade de Ribeira do Piauí.

O inquérito tem como objetivo apurar suposto ato de improbidade administrativa cometido pela então vereadora e presidente da Câmara Municipal Ribeira do Piauí, Sylana Maria Aguiar Silva, quanto ao pagamento a vereadora o total de 59 dias de diária sem os respectivos diplomas/certificados/documentos comprovatórios.

A promotora Emmanuelle Martins Neiva Dantas Rodrigues Belo determinou uma série de diligências para apuração do caso.

Por 180graus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *