Piauí registra 25 mortes e 882 novos casos confirmados em 24h; 2 óbitos acumulados

Foram registrados, no Piauí, 882 casos confirmados e 25 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. Hoje, também foram confirmados mais dois óbitos acumulados de períodos anteriores e que estavam em investigação epidemiológica, segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite deste sábado (08/05).

Doze homens e treze mulheres foram vítimas da Covid-19. Eles eram de Capitão de Campos (52 anos), Jerumenha (50 anos), Manoel Emídio (50 anos),  Nazária (59 anos), Parnaíba (62, 73 e 80 anos), Piracuruca (72 anos), Santo Inácio do Piauí (86 anos), Simões (53 anos), Teresina (45 anos) e Uruçuí (87 anos).

 As do sexo feminino eram das cidades de Ilha Grande (70 anos), Inhuma (95 anos), Luís Correia (86 anos), Monsenhor Gil (79 anos), Parnaíba (64 e 65 anos), Pedro Segundo (69 e 84 anos), Piripiri (59 e 85 anos), Simplício Mendes (29 anos), Sussuapara (55 anos) e Teresina (38 anos). Seis vítimas não possuíam comorbidades.

Dos óbitos acumulados as duas vítimas eram de Teresina. A mulher tinha 71 anos e o homem, 52 anos.

Dos 882  casos confirmados da doença, 482 são mulheres e 400 são homens, com idades que variam de um a 95 anos.

Os casos confirmados no estado somam 250.222 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 5.351 e foram registrados em 221 municípios.

O boletim de hoje faz a correção de um óbito registrado ontem (7) como de Várzea Grande. Na verdade a vítima é de Várzea Branca. Sendo assim, Várzea Grande permanece sem nenhum óbito registrado.  A alteração já foi feita no painel epidemiológico.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há  1.129 ocupados, sendo 695 leitos clínicos, 398 UTIs e 36 em leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 15.388 até o dia sete de maio de 2021.

A Sesapi estima que 243.742 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

ÓBITOS ACUMULADOS

A Sesapi passa a divulgar os óbitos ocorridos em diversas datas, antes do fechamento do diagnóstico clínico do paciente e que estavam sob investigação epidemiológica. A investigação dessas mortes é para evitar distorções ou equívocos sobre a patologia que provocou o óbito. Apesar de terem ocorrido em em datas anteriores, a confirmação e o registro das mortes entram no sistema apenas no dia que é fechado o diagnóstico.


Fonte: Governo do Piauí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *