Piauí registra 351 novos casos e cinco mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

O estado já contabiliza 151.397 casos confirmados e 2.950 óbitos pela doença causada pelo novo coronavírus.

Nas últimas 24 horas foram registrados, no Piauí, 351 casos confirmados e cinco óbitos pela Covid-19, segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite deste sábado (16).

Dos 351 casos confirmados da doença, 196 são mulheres e 155 homens, com idades que variam de um a 94 anos.

Um homem e quatro mulheres foram vítimas da Covid-19. Ele era da cidade de Manoel Emídio (78 anos). As mulheres eram de Guaribas (75 anos), Parnaíba (66 anos), Picos (73 anos) e São João do Piauí (75 anos). Todas as vítimas possuíam comorbidades.

O estado já contabiliza 151.397 casos confirmados, distribuídos em todos os municípios piauienses. Os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 2.950 e foram registrados em 203 municípios. Até agora, morreram 1.730 homens e 1.220 mulheres.

A Sesapi estima que 147.987 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

Vacinação
Insumos foram enviados para 16 cidades após a apresentação do plano de vacinação — Foto: Divulgação /Sesapi

Insumos foram enviados para 16 cidades após a apresentação do plano de vacinação — Foto: Divulgação /Sesapi

Após a apresentação do plano de vacinação contra a Covid-19 nessa sexta-feira (15), o Governo do Piauí iniciou a distribuição das 374.170 seringas e agulhas para as coordenações regionais de saúde do estado. A primeira fase da campanha está prevista para iniciar no dia 20 de janeiro em todo o país.

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), durante uma coletiva de imprensa na sexta-feira (15), comunicou que as vacinas devem partir de Guarulhos, em São Paulo, em aeronaves para todo o país. A meta é imunizar 1.113.329 pessoas em grupos prioritários no estado.

1ª Fase

  • Trabalhadores da Saúde;
  • Pessoas com 80 anos ou mais;
  • Pessoas de 75 a 79 anos;
  • Povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas;
  • População indígena em terras indígenas demarcadas;

2ª Fase

  • Pessoas de 70 a 74 anos;
  • Pessoas de 65 a 69 anos;
  • Pessoas de 60 a 64 anos;

3ª Fase

  • Pessoas com comorbidades (Diabetes melitos; hipertensão arterial grave; doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido;);

4ª Fase

  • Forças de Segurança e Salvamento;
  • Pessoas em situação de rua;
  • Forças Armadas;
  • Trabalhadores da Educação (básico e superior);
  • População privada de liberdade;
  • Funcionário do Sistema de Privação de Liberdade;
  • Pessoas com deficiência permanente grave;
  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas;
  • Caminhoneiros;
  • Trabalhadores do transporte coletivo rodoviário/passageiros urbanos e de longo curso;
  • Trabalhadores do transporte aéreo;
  • Trabalhadores do transporte metroviário e ferroviário;
  • Trabalhadores do transporte aquaviário;
  • Trabalhadores de portuários;

 

Por G1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *