Piauí ultrapassa 9 mil casos e registra 18 novas mortes por coronavírus

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) confirmou, nesta quinta-feira (11), mais 18 mortes e 514 testes positivos de pacientes para o novo coronavírus. O dia foi marcado também por recordes na ocupação hospitalar, que chegou a 66% nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Com os novos registros são 317 mortes e 9.337 casos acumulados desde março, quando o Piauí teve seus primeiros testes positivos e óbitos.

Foram 10 mortes de pacientes de Teresina: seis homens (26, 49, 68, 69, 84 e 89 anos) e quatro mulheres (20, 70, 75 e 77 anos).

Dos pacientes da capital, o homem de 49 anos e a mulher de 20 anos estão fora do perfil de grupo de risco para o novo coronavírus (não eram idosos nem tinham doenças que poderiam agravar o quadro de saúde.

Também foram confirmadas mais quatro mortes de Parnaíba: duas mulheres (65 e 88 anos) e dois homens (73 e 78 anos).

A décima morte de Água Branca foi de uma mulher de 72 anos.

O sexto óbito de Picos foi de um homem de 40 anos de idade.

Com os primeiros óbitos de Cajueiro da Praia (mulher, 90 anos) e  Barro Duro (homem, 56 anos), agora são 64 municípios que tiveram algum paciente que perdeu a vida por conta da covid-19.

A data de confirmação não coincide necessariamente com a da morte, uma vez que alguns testes só ficam prontos dias após o falecimento do paciente.

Entre as 317 pessoas que faleceram, 200 são homens e 117 mulheres. A maioria tinha 60 anos ou mais – 236 no total.

Casos confirmados
A marca de 514 novos testes positivos em 24 horas é a segunda maior desde março – o recorde ainda é do dia 4 de junho, quando foram confirmados 653 casos em apenas um dia.

Agricolândia (1) e Palmeira do Piauí (1) tiveram seus primeiros caoss registrados. São 179 municípios do Piauí que têm ou tiveram pacientes infectados pelo coronavírus – 79,9% do total.

Situação hospitalar
A ocupação de leitos dedicados a pacientes suspeitos ou com o novo coronavírus chegou a seu maior número desde o início da contagem de internações, em abril. São 621 leitos ocupados – no dia anterior eram 595.

As Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para covid-19 também bateu recorde: são 225 internados. Há um mês, o Piauí tinha 220 vagas de terapia intensiva e não suportaria tantos pacientes. Com a chegada de novos equipamentos nas últimas semanas, são 336 vagas disponíveis hoje – 66,96% ocupadas.

Somados os pacientes em UTI e nos leitos de estabilização (10), são 235 leitos com respirador ocupados – 60,10% da capacidade atual.

Os leitos clínicos chegaram a sua maior ocupação: 358 internados – 39,43% da capacidade atual.

Foram mais 10 altas médicas nas últimas 24 horas – 651 no total acumulado.

Fábio Lima/Cidadeverde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *