Picos: fake news de jovem que acordou durante o enterro prejudica Hospital Regional e eleva tensões na quarentena

Em nota divulgada na noite desta segunda(30), o Hospital Regional Justino Luz desmentiu mais uma fake news. Dessa vez, a mentira contada era que uma mulher havia falecido no hospital e que teria acordado no enterro, que ocorreu ainda ontem.

Em mensagens via whatsapp, populares compartilharam áudio em que pessoas haviam participado do enterro da mulher e presenciado ela abrir o olhos e se mexer dentro do caixão.

O Hospital Regional de Picos negou que tal fato ocorreu e em nota, esclareceu que uma jovem de iniciais K.M.C.L veio a óbito na madrugada desta segunda-feira (30), por volta das 1h40min, “em razão de choque séptico causado por complicações de uma pneumonia”. A nota diz ainda que o corpo clínico segue os protocolos antes de atestar um óbito.

Na semana passada o Hospital foi envolvido em outra mentira contada e replicada nas redes sociais. Nela, apontavam o jogador picoense Renê, do Flamengo como doador de um milhão de reais para aquela casa de saúde. E novamente a direção publicou uma nota explicando que se tratava de “mais uma fake news“. O próprio jogador negou o valor da doação.

Nota da Redação

Não foi a primeira vez nem a última fake news envolvendo o nome do Hospital Regional. O absurdo é tanto que as pessoas em vez de criar situações que gerem empatia, fazem exatamente o contrário, elevando ainda mais as tensões num ambiente de ânimos exaltados por conta do isolamento social.

Veja a nota do Hospital Regional

Fonte: Riachãonet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *