Polêmica: Xuxa sugere que presos sejam cobaias em testes: ‘Que sirvam para algo’

A apresentadora foi muito criticada ao desumanizar pessoas que estão presas, indo contra os Direitos Humanos. Xuxa gravou um vídeo, na madrugada desde sábado (27), para se desculpar

Xuxa Meneghel foi bastante criticada ao sugerir que presidiários sirvam de cobaia para testes de remédios, cosméticos e vacinas. Durante uma live da Assembleia Legislativa do Rio, na noite de sexta-feira (26), ela falava sobre o direito dos animais e essa foi uma forma encontrada pela apresentadora para frear os testes em animais.

Xuxa gerou polêmica ao falar sobre usar presos para testar remédios

“Acho que, com remédios e outras coisas, eu tenho um pensamento que pode parecer muito ruim para as pessoas, desumano… Na minha opinião, existem muitas pessoas que fizeram muitas coisas erradas e estão aí pagando seus erros para sempre em prisões, que poderiam ajudar nesses casos aí, de pessoas para experimentos”, opinou.

“Pelo menos eles serviriam para alguma coisa antes de morrer, para ajudar a salvar vidas com remédios e com tudo. Aí vem o pessoal dos Direitos Humanos e dizer que não podem ser usados. Mas se são pessoas que está provado que irão passar sessenta, cinquenta anos na cadeia e que irão morrer lá, acho que poderiam usar ao menos um pouco da vidas delas para ajudar outras pessoas. Provando remédios, vacinas, provando tudo nessas pessoas”, acrescentou Xuxa.

No Twitter, a fala da apresentadora rendeu e foi bastante criticada, ficando entre os assuntos mais comentados da madrugada e manhã deste sábado (27). “O vídeo em que Xuxa, com concordância do entrevistador, defende usar pessoas presas para fazer testes com medicamentos. Mais que 30% dos encarcerados brasileiros não passaram por julgamento. A maioria dos presos são pessoas negras e pobres. Isso tem nome! Chama eugenia!”, escreveu o professor de história Jones Manoel.

“Vocês tem noção que a Xuxa tá falando que é pra usar presidiários pra testes pq eles já vão MORRER mesmo? Presidiários são pessoas com DIREITOS e um desses direitos é a VIDA. Ainda atacou os direitos humanos. Que saco essa galera que defende a vida e nos impede de matar gente, né”, comentou a graduanda em pedagogia Tati Nefertari.

“Essa fala da Xuxa aí de testar remédio e vacina em presidiários, feita super numa boa, cheia de boas intenções, como se fosse super ok, serve para provar o que a gente sempre diz e a galera se exalta: a nossa elite vive de pequenos fascismos e não vê o menor problema nisso”, escreveu o internauta Felipe Oliveira.

Pedido de desculpas

Com tamanha repercussão, Xuxa voltou às redes sociais para se desculpar. “Hoje são mais ou menos 2h da manhã do dia 27 de março, dia do meu aniversário. Tô aqui pedindo desculpa a todos vocês. Eu que não usei as palavras certas. Pensei uma coisa, pensei muitas coisas, quis falar sobre muitos assuntos e não fugir do assunto, que era os maus tratos dos animais e também fiz a mesma coisa: também julguei, maltratei…”, começou.

“Algumas pessoas falaram que eu falei de negros, pobres, presidiários presos e não foi isso o que eu pensei. Me expressei mal. Quem sou eu pra dizer que as pessoas devem ficar ali, morrer ali… Eu errei e estou aqui pedindo desculpas. Vamos pensar em o que a gente pode fazer para não maltratar os animais e quem é vivo”, finalizou no vídeo.

Por IG

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *