Policial preso acusado de receber propina em Teresina é solto após decisão

Segundo a PM, cabo foi solto por decisão judicial e deve responder o processo na Justiça em liberdade.

O cabo Adilson Alves Ferreira, acusado de supostamente receber propina durante uma blitz na zona Sul de Teresina, teve pedido de liberdade provisória concedida, por uma decisão tomada no dia 17 de novembro. O policial estava preso desde o dia 09 de novembro.

A Polícia Militar confirmou ao meionorte.com que o policial foi solto por decisão judicial e que encontra-se trabalhando, mas que deverá responder o respectivo processo na justiça em liberdade.

O processo foi efetuado através de uma denúncia feita pelo Ministério Público Federal ao juíz de direito da 9º Vara Criminal de Teresina, Raimundo José de Macau Furtado.

Entenda o caso

O policial militar da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (CIPTRAN) acusado de receber uma suposta propina foi preso ainda na terça-feira, 09 de novembro.

A prisão ocorreu após imagens circularem nas redes sociais, mostrando o policial supostamente recebendo propina durante uma blitz no bairro Bela Vista, na zona Sul de Teresina.

No vídeo, o policial aparece junto a uma pessoa, que supostamente lhe entrega algo após mexer em uma espécie de pochete. O policial estende a mão para trás e recolhe o material, de forma discreta. Na sequência, ele mexe no bloco, passa as folhas e a gravação termina.

Confira o vídeo:

Por Meio Norte

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *