Preço do trigo cai no mercado internacional

Indicador do Conselho Internacional de Grãos apresenta queda próxima de 10%

Dados do Conselho Internacional de Grãos (ICG, na sigla inglês), instituição que monitora a produção e comércio mundial, mostram que o preço do trigo no mercado internacional está caindo. O índice feito pelo órgão para medir o valor do cereal fechou, na segunda-feira 4, pouco acima de 340 — quanto maior o número mais elevada a cotação. A cifra de ontem corresponde a uma queda de quase 9% sobre o pico de 2022: cerca de 370, em 7 de março. Ainda assim, o acumulado do ano apresenta alta em torno de 60%.

No caso dos argentinos, maiores fornecedores para o mercado brasileiro, o preço do trigo por tonelada embarcada reduziu aproximadamente 4%, saindo da média de US$ 420, em 10 de março, para pouco menos de US$ 400, ontem. Entretanto, o valor era metade um ano antes: próximo de US$ 260.

A cotação do grão disparou com o início da invasão russa à Ucrânia em 24 fevereiro de 2022. Juntos, no ano passado, os dois países controlaram 30% do mercado internacional de trigo, de acordo com a estimativa do IGC. Um dia antes do conflito ter começado, o indicador marcava cerca de 300. Ou seja: quase 20% menor em relação ao pico deste ano.

O Brasil deve importar 7 milhões de toneladas do cereal ao longo 2022, conforme a projeção mais atual feita pela Companhia Nacional de Abastecimento. Segundo os registros mantidos pelo governo federal, cerca de 1 milhão de toneladas já desembarcou no país entre janeiro e fevereiro. Em média, o preço do trigo comprado pelo Brasil nesses dois meses ficou em US$ 350 a tonelada.

Por Revista Oeste

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *