Presidente da ditadura militar tem nome retirado de escola no Piauí

Outras escolas da rede estadual de ensino devem ser renomeadas

O nome do ex-presidente Castelo Branco, primeiro da ditadura militar, foi retirado de uma escola pública na cidade de Piracuruca, norte do Piauí. A alteração aconteceu através de uma portaria assinada pelo secretário estadual de EducaçãoEllen Gera. O Centro Estadual de Tempo Integral Presidente Castelo Branco passou a ser denominado Centro Estadual de Tempo Integral Inês Maria de Sousa Rocha

Segundo a portaria, a mudança aconteceu em cumprimento a uma lei estadual (nº 7.248/2019) de autoria do deputado estadual Franzé Silva (PT) que proíbe homenagens a pessoa citadas no Relatório da Comissão Nacional da Verdade como torturadores. A lei promove a “a alteração da denominação de bens públicos de qualquer natureza, bem como promover a retirada de placas, retratos ou bustos que enalteçam a memória de pessoas que constem no Relatório da Comissão Nacional da Verdade”.

O secretário Ellen Gera classificou a homenagem ao ex-presidente como indevida. “Trata-se de uma Lei estadual e a Seduc, bem como os demais órgãos vai cumprir o que ela propõe. Já catalogamos as escolas cujo nome faz homenagens indevidas e faremos a renomeação das mesmas”. O secretário revelou que a escola de Piracuruca homenageia agora uma professora que atuou no município por muitos anos. 

Outras escolas da rede estadual de ensino devem ser renomeadas. “Assim como essa escola, as demais  estruturas públicas terão nomes de pessoas que realmente contribuíram para a melhoria da vida dos piauienses”, disse o secretário. 

Fonte|Portal O Dia

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *