PSG bate Saint-Étienne em dia de lesão de Neymar e estreia de Sergio Ramos

Estava indo tudo muito bem para o Paris Saint-Germain no clássico fora de casa, neste domingo (28), pelo Campeonato Francês, até os 38 minutos do segundo tempo.

O PSG venceu o Saint-Étienne de virada por 3 a 1 com gols de Marquinhos, três assistências de Messi e estreia de Sergio Ramos, é verdade, mas uma lesão de Neymar nos lances finais levantou preocupação para a sequência da temporada.

O jogo valeu pela 15ª rodada e teve gols de Marquinhos (2) e Di María pelo PSG -Bouanga havia aberto o placar antes. Neymar, porém, deixou o campo chorando após virar o pé em um carrinho sofrido no meio-campo e agora aguarda diagnóstico para conhecer a gravidade da lesão.

Com a vitória, o PSG chega a 40 pontos em 15 jogos e abre boa vantagem na liderança do Campeonato Francês, já que o Nice, segundo colocado, perdeu na rodada, e parou nos 27 pontos. O Saint-Étienne, por sua vez, com 12 pontos, é o último colocado da competição.

O JOGO

Bouanga abriu o placar para os donos da casa aos 23 minutos do primeiro tempo. Aos 45, Marquinhos mostrou sua competência na bola aérea e empatou. Di María virou o jogo para o PSG aos 34 minutos da segunda etapa, pouco antes da lesão de Neymar, e nos acréscimos Marquinhos fechou o placar.

QUEM FOI BEM

O goleiro Green, do Saint-Étienne foi um dos grandes destaques da partida. Mesmo com a derrota, ele evitou o que podia ter sido uma goleada elástica, defendendo três chutes cara a cara, dois de Mbappé e um de Neymar.

Além disso, o arqueiro não falhou nos lances de gol e demonstrou segurança na partida.

Do outro lado, Marquinhos brilhou principalmente no ataque, resolvendo quando seus companheiros tinham dificuldade para passar por Green, e voltando a aparecer no final do jogo para fechar o placar.

Apagado no primeiro tempo, Messi não precisou de muitos toques na bola para fazer a diferença. Aos 45 minutos, ele cobrou falta para Marquinhos empatar. No segundo tempo, o craque argentino perdeu uma chance incrível, mas compensou com um passe genial para Di María virar o jogo e com mais um cruzamento para Marquinhos marcar o terceiro.

QUEM FOI MAL

Apesar de fazer um gol logo aos 4 minutos – bem anulado pela arbitragem após checagem no VAR que apontou impedimento -, Neymar não foi uma grande ameaça para o gol de Green.

Bem marcado, o brasileiro cavou alguns cartões amarelos e ainda perdeu uma grande chance no segundo tempo. No fim, ele deixou o campo chorando e preocupa para a sequência do PSG na temporada.

FRIO E NEVE

Com os termômetros marcando 1º C no estádio Geoffrey Guichard, os flocos de neve começaram a cair aos 20 minutos do primeiro tempo e pareceram dar sorte ao time da casa, que marcou na sequência, abrindo o placar.

A neve parou no intervalo, quando o jogo já estava empatado e o Saint-Étienne tinha um homem a menos. A sorte dos anfitriões também pareceu mudar, já que o PSG buscou a virada.

EQUILÍBRIO NO PRIMEIRO TEMPO

Embalado por duas vitórias seguidas, o Saint-Étienne parecia disposto a encarar o PSG de igual para igual, apesar de sofrer um gol de Neymar logo aos 4 minutos – o tento foi bem anulado após revisão do VAR. Contando com uma boa atuação do sistema defensivo, os anfitriões aproveitaram melhor as chances.

Aos 13 minutos, Mbappé recebeu passe em profundidade, esperou o goleiro Green escolher o canto e bateu. No entanto, o arqueiro fez uma ótima defesa com o pé e evitou o gol.

Aos 23, Khazri fez um lindo passe de trivela para Kolodziejczak, que bateu fraco. Donnarumma deu rebote e Bouanga não perdoou. O gol chegou a ser anulado, mas foi confirmado pelo VAR, que revisou o lance.

Aos 40 minutos, Mbappé teve chance muito parecida com a do início da partida. Desta vez, Green não se mexeu. O atacante francês buscou o canto, mas viu o goleiro se esticar e praticar uma defesa ainda mais impressionante.

Aos 44 minutos, o jogo mudou. Di María dominou antes do meio-campo e achou passe em profundidade para Mbappé, que tomou a frente de Kolodziejczak. O defensor do Saint-Étienne parou o adversário com um carrinho e recebeu o cartão vermelho direto.

Na sequência, Messi cobrou a falta na entrada da área e Marquinhos subiu e cabeceou para baixo, no canto de Green, que se esticou todo, mas não conseguiu evitar o gol de empate do PSG.

PRESSÃO E VIRADA

Com um homem a mais, o PSG se lançou ao ataque e pressionou desde o início do segundo tempo, mas sem criar grandes chances de gol por algum tempo.

Aos 23 minutos, os visitantes realmente assustaram com uma sequência inacreditável, em que Neymar bateu em cima do goleiro e Messi, no rebote, chutou para fora.

Dez minutos depois, Messi recebeu na entrada da área, cortou um marcador e, com um passe por elevação, deixou Di María de frente para o gol. O argentino não desperdiçou e virou o jogo.

No apagar das luzes, Marquinhos aproveitou boa jogada de Messi pela esquerda e completou, de cabeça, o cruzamento do argentino, fazendo 3 a 1 e dando números finais à partida.

PRÓXIMOS JOGOS

Na próxima quarta-feira (1), o PSG volta a campo pelo Campeonato Francês. A equipe da capital francesa recebe o Nice, às 17h (de Brasília).

O Saint-Étienne também volta a campo na próxima quarta-feira (1), quando visita o Brest a partir das 15h (de Brasília).

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.