“Se Wellington Dias me chamar, eu vou”, diz Dr. Pessoa

A declaração foi dada depois que o governador disse que vai buscar o apoio do prefeito em 2022.

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), reforçou nesta segunda-feira (25) que só vai discutir sobre as eleições de 2022 no próximo ano, no entanto, o gestor ponderou que não negará qualquer convite feito pelo governador Wellington Dias (PT) para tratar da corrida eleitoral.

Segundo Dr. Pessoa, até o momento não houve conversas com o governador nesse sentido, mas ele não negará um convite feito por Wellington Dias para um encontro. “O prefeito vai quando chamam para entrar na conversação, mas quero pontuar mesmo que política só vou tratar no ano que vem, mas se Wellington Dias me chamar, eu vou, assim como Rafael Fonteles me chamou e eu fui. Se o Ciro me chamar, eu vou, se outro partido me chamar, irei. Não é fazendo charminho não, é porque meu foco principal esse ano é cuidar de Teresina”, afirmou.

Foto: Lucas Dias/GP1
Dr. Pessoa

Dr. Pessoa

O chefe do executivo municipal ressaltou que foi bem recebido pelo secretário Rafael Fonteles, em um jantar na semana passada. “Não existiram essas tratativas [com o governador], teve com o Rafael Fonteles lá na casa dele, uma recepção de qualidade, dele e da família, e conversamos algumas coisas. O governador não estava e nem mandou recado, pelo menos que eu recebesse, espero que o governador não faça como estava fazendo o MDB, achando que o prefeito não tem posição”, declarou o prefeito.

Mesmo não negando a possibilidade de abrir diálogos, Dr. Pessoa disse que nesse momento quem está tratando das eleições no seu grupo político é o vice-prefeito Robert Rios, o vereador Jeová Alencar e o secretário de Planejamento João Henrique. “Eu só trato de política a partir do ano que vem, quem está com essas tratativas são João Henrique, Robert Rios e Jeová Alencar por conta própria não é nem direcionado pelo prefeito”, completou.

Sobre se filiar ao novo partido União Brasil, Dr. Pessoa não descartou a possibilidade. “Se o União Brasil vier para o grupo político do Dr. Pessoa eu vou analisar e a possibilidade de abraçar é grande. Só sei que o prefeito está no MDB, já pensando em sair para outro partido, mas não estou conduzindo esse grupo nem pra o União Brasil e nem para outro partido”, finalizou.

 

Por GP1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *