Seleção feminina falha na bola aérea e perde do Canadá no Torneio She Believes

A seleção brasileira feminina de futebol sofreu sua primeira derrota no Torneio She Believes, neste domingo. O time comandado pela técnica Pia Sundhage falhou em lances de bola aérea e acabou perdendo por 2 a 0 para o Canadá, no estádio Geodis Park, na cidade americana de Nashville.

A competição amistosa é considerada preparação do Brasil para a Copa do Mundo Feminina, marcada para julho e agosto deste ano. A seleção havia estreado com vitória sobre o Japão, no Torneio She Believes, na quinta.

E, na quarta, encerrará sua participação contra os Estados Unidos. A CBF ainda não confirmou se o Brasil disputará amistosos preparatórios mais perto da data da Copa.

Completando 50 jogos no comando da seleção, Pia Sundhage fez seis mudanças na escalação do time em relação à partida anterior E manteve Marta, que está recuperando sua melhor forma física após grave lesão, no banco de reservas.

A equipe nacional foi escalada com Lorena; Tarciane, Kathellen, Lauren, Tamires; Ary Borges, Kerolin, Debinha; Geyse, Nycole e Ludmila.

Do outro lado, a equipe canadense entrou em campo vestindo uma camisa roxa sobre o uniforme vermelho em mais um protesto contra a federação do país.

As jogadoras entraram em atrito com a entidade recentemente por causa do pagamento ao elenco e a preparação para a Copa do Mundo deste ano.

Com tantas alterações na escalação, a seleção exibia evidente falta de entrosamento em todos os setores nos primeiros 45 minutos da partida.

Havia falta de conexão e sintonia entre as jogadoras, culminando numa ausência quase completa de ataque na etapa inicial. O time não criou uma chance de gol sequer.

Para piorar, o Canadá soube aproveitar uma das poucas chances do primeiro tempo, em lance de bola parada. Após cobrança de escanteio, Lauren escorreu e a zagueira Vanessa Gilles pôde cabecear com tranquilidade para as redes, aos 30 minutos.

No segundo tempo, a seleção mudou de postura e partiu para o ataque. Criou duas boas oportunidades antes dos 10 minutos.

Na sequência, Pia começou a fazer trocas, colocando a experiência de Marta e Bia Zaneratto em campo. Adriana também entrou, dando outra cara para o setor ofensivo brasileiro.

Curiosamente, as alterações vieram justamente quando as titulares vinham se encontrando em campo. Como consequência, o bom momento da seleção acabou sendo diluído. E, novamente, o Brasil parecia com dificuldades na comunicação entre os setores.

E, como aconteceu no primeiro tempo, o Canadá aproveitou lance de bola parada para marcar mais um. Aos 26, após cobrança de falta na área, as canadenses levaram a melhor num bate-rebate aéreo e bola sobrou para Viens encher o pé e chutar forte, quase dentro da pequena área.

O Brasil esboçou reação nos minutos seguintes, tentando impor pressão. E criou duas boas oportunidades para, ao menos, reduzir a vantagem canadense no placar. Mas a goleira Sheridan fez duas lindas defesas para manter confirmar o triunfo do Canadá.

Fonte: Estadão Conteúdo

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais