“Sem vacina, o Carnaval não será mantido para fevereiro”, diz ACM, prefeito de Salvador

Em conversa com prefeiros de São Paulo e Rio de Janeiro, ACM Neto propôs adiamento do Carnaval para junho de 2021

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), disse em entrevista a José Luiz Datena, na Rádio Bandeirantes, que vai propor o adiamento do Carnaval se a pandemia continuar representando riscos até novembro. Segundo ACM, a festa só vai acontecer em fevereiro caso haja garantia de imunidade coletiva.

Uma tradição da cultura brasileira, o Carnaval de Salvador tem seu planejamento feito ao longo de todo o ano. A folia de 2021 está programada para acontecer na primeira semana de fevereiro, e por causa da pandemia do coronavírus, as autoridades terão que tomar uma decisão sobre o adiamento ainda este ano.

“A gente não vai permitir que a festa aconteça sem segurança completa para a população. A menos que haja uma vacina até lá, dificilmente o Carnaval será mantido para fevereiro de 2021”, disse o prefeito.

ACM defende que a decisão seja conjunta com cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, que também têm grandes carnavais, para coincidir os detalhes. O prefeito lembra que o Carnaval vai além de uma celebração cultural, e sim um evento de grande importância econômica para o Brasil.

“Eu propus que Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro se juntassem para definir um adiamento em conjunto”, afirmou ACM.

Na hipótese de adiamento, os dias de folia em Salvador devem ficar para mais perto do meio do ano, no final de maio ou
começo de junho.

 

Fonte: Band.com.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *